PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
2 meses

Ministra da Agricultura, Tereza Cristina é diagnosticada com covid-19

 Tereza Cristina tem 67 anos e já tomou a vacina contra a covid-19 - ADRIANO MACHADO/Reuters
Tereza Cristina tem 67 anos e já tomou a vacina contra a covid-19 Imagem: ADRIANO MACHADO/Reuters

Do UOL, em São Paulo

24/09/2021 08h44Atualizada em 24/09/2021 09h35

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, informou na manhã de hoje que foi diagnosticada com a covid-19 e que passa bem.

Tereza Cristina disse que cancelou seus compromissos presenciais e permanecerá em isolamento. Ela tem 67 anos e já tomou a vacina contra a covid-19. A imunização não evita que a pessoa contraia o coronavírus, mas reduz o risco de o indivíduo desenvolver casos graves de covid, que exigem hospitalização e causam mortes.

"Bom dia! Informo a todos que testei positivo para #Covid19. Estou bem. Cancelei meus compromissos presenciais e permanecerei em isolamento durante o período de orientação médica", escreveu ela em sua conta oficial no Twitter.

Além de Tereza Cristina, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, também foi diagnosticado com a doença na última terça-feira. Ele está em quarentena em Nova York, após participar da comitiva presidencial que foi à cidade para participar da Assembleia-Geral da ONU (Organização das Nações Unidas). A ministra não participou da comitiva.

Outros integrantes do governo também foram diagnosticados com a covid-19 ao longo da pandemia: Onyx Lorenzoni (Trabalho e Previdência); Walter Souza Braga Netto (Defesa); Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia e Inovações); Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional); Milton Ribeiro (Educação); Bento Albuquerque (Minas e Energia), Wagner Rosário (Controladoria-Geral da União), e Fabio Faria (Comunicações).

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e a primeira-dama Michelle Bolsonaro também pegaram a doença em julho do ano passado.

Após o contato com Queiroga, o chefe do Executivo teve que cancelar compromissos e se isolar, por recomendação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

No total, 50 pessoas que viajaram com o mandatário para Nova York deverão ficar pelo prazo mínimo de cinco dias úteis em confinamento.

Política