PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
2 meses

Alvaro Dias: Dallagnol se filiará ao Podemos para ser candidato à Câmara

Colaboração para o UOL

11/11/2021 10h39Atualizada em 11/11/2021 12h40

Alvaro Dias, líder do Podemos no Senado, confirmou ao UOL Entrevista hoje (11) que Deltan Dallagnol, ex-coordenador da Lava Jato, vai se filiar à sigla. Ele também revelou que o ex-procurador do MPF (Ministério Público Federal) é pré-candidato à Câmara dos Deputados.

"Fará uma votação histórica para deputado federal no Paraná", avaliou o senador. O partido planeja filiar o ex-procurador em dezembro.

Dessa forma, Dallagnol seguirá os passos do ex-juiz da Lava Jato Sergio Moro. A filiação ao Podemos do ex-ministro da Justiça foi oficializada ontem (10), em Brasília. Ele deve se candidatar à Presidência.

A exoneração de Dallagnol do MPF (Ministério Público Federal) veio a público na semana passada. Pelo Twitter, o ex-coordenador da Lava Jato justificou a decisão afirmando que quer "fazer mais pelo país".

"Minha vontade é fazer mais, fazer melhor e fazer diferente diante do desmonte do combate à corrupção que está acontecendo", escreveu.

Ele ainda atribuiu sua decisão ao que chama de retrocessos no combate à corrupção no Brasil. "A sensação é de que nós fizemos está sendo desfeito, e a impunidade dá uma carta branca para que quem nos rouba continue roubando. Isso precisa parar", disse, em referência ao trabalho da PF e do MPF no âmbito da Operação Lava Jato.

Gilmar Mendes critica Dallagnol

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Medes postou na semana passada uma possível indireta a Dallagnol, após a decisão do agora ex-procurador da República de pedir exoneração do MPF .

Crítico da Lava Jato, Gilmar afirmou que tem alertado sobre a politização no procedimento criminal, sem citar o nome de Dallagnol.

A seletividade, os métodos de investigações e vazamentos: tudo convergia para um propósito claro - e político, como hoje se revela. Demonizou-se o poder para apoderar-se dele. A receita estava pronta.
Gilmar Mendes, ministro do STF

Errata: o texto foi atualizado
Inicialmente, o texto se referiu erroneamente ao senador Alvaro Dias como presidente do Podemos. O parlamentar é líder da sigla no Senado. A informação foi corrigida.

Política