PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
4 meses

Com cadeira de até R$ 3,7 mil, Abin prevê pagar R$ 1,8 mi em nova mobília

As peças deverão ser usadas na sede da agência, em Brasília, em 11 superintendências estaduais e na Polícia Civil do Distrito Federal - Divlugação/Abin
As peças deverão ser usadas na sede da agência, em Brasília, em 11 superintendências estaduais e na Polícia Civil do Distrito Federal Imagem: Divlugação/Abin

Do UOL, em São Paulo

19/01/2022 11h05Atualizada em 19/01/2022 13h27

A Abin (Agência Brasileira de Inteligência) abrirá um edital de registro de preços para a aquisição de itens de mobília e prevê o gasto de R$ 1.809.023,73 milhão com a compra. De acordo com o site da agência, a abertura do pregão está prevista para ocorrer no próximo dia 28. A informação foi dada pelo jornal O Globo e confirmada pelo UOL.

As peças a serem adquiridas deverão ser usadas na sede da agência, em Brasília, em outras 11 superintendências estaduais e na Polícia Civil do Distrito Federal.

O custo estimado dos itens para a Abin e suas superintendências está previsto em R$ 1.004.206,75 e os outros R$ 804.816,98 são os valores dos mobiliários para a Polícia Civil.

Entre os itens previstos para a compra no edital estão:

  • 48 sofás de um lugar com o preço unitário de R$ 2.906,47 -- totalizando R$ 69.755,28;
  • 24 sofás de três lugares com o preço unitário de R$ 4.111,22 -- totalizando R$ 49.334,64;
  • 151 cadeiras giratórias com o preço unitário de R$ 3.786,67 -- totalizando R$ 571.787,17;
  • 206 estações de trabalho com o preço unitário de R$ 2.747,33 -- totalizando R$ 565.949,98;
  • 214 gaveteiros laterais com quatro gavetas com o preço unitário de R$ 783,70 -- totalizando R$ 168.781,80;
  • 162 armários altos fechados com o preço unitário de R$ 1.032,67 -- totalizando R$ 167.292,54;
  • 40 armários baixos com 2 portas com o preço unitário de R$ 923,67 -- totalizando R$ 36.946,80; e
  • 20 mesas de reunião com o preço unitário de R$ 3.057,78 -- totalizando R$ 61.155,60

Política