PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
4 meses

Ciro participa de culto com sua mulher Giselle Bezerra e Cabo Daciolo: 'Fé'

Colaboração para o UOL

31/01/2022 09h38Atualizada em 31/01/2022 13h06

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) publicou nas redes sociais, ontem, fotos de uma participação em um culto evangélico ao lado de sua esposa, Giselle Bezerra, e do ex-deputado federal Cabo Daciolo.

"Momento de fé e meditação com Giselle e Cabo Daciolo no Culto na Igreja do Senhor Jesus, em Fortaleza", escreveu o pedetista na publicação.

A aliança entre Ciro e Daciolo teve início após o ex-deputado federal anunciar, em dezembro do ano passado, que desistiu da pré-candidatura à Presidência da República e declarar voto no ex-ministro.

"Irmãozão, no dia da eleição, em 2022, na contagem dos votos, se você tiver um voto lá, saiba que esse voto foi do Cabo Daciolo", disse Daciolo referindo-se ao ex-governador do Ceará. "Eu não sei por que estou fazendo isso. Eu sei que o criador está mandando eu falar isso para você", completou.

Após o anúncio, Ciro Gomes agradeceu ao Cabo Daciolo pelas "palavras carinhosas e o abraço fraterno de ontem". Os dois se encontraram na casa do pedetista, no Ceará, e Daciolo descreveu que Ciro Gomes estava "muito abalado" com a operação da PF (Polícia Federal), para apurar envolvimento em um suposto esquema de fraude e pagamento de propina durante as obras entre 2010 e 2013 do estádio Castelão, em Fortaleza.

Disputa 'para valer'

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) lançou sua pré-candidatura à Presidência da República no último dia 21, em Brasília, disparando críticas aos três principais adversários na disputa: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-juiz Sergio Moro (Podemos).

Incorporando o slogan de sua campanha, Ciro apresentou-se como o nome "da rebeldia e da esperança" e elencou uma série de propostas, que vão de planos econômicos de combate à corrupção até propostas como parcelar smartphones em 36 vezes sem juros para a população mais pobre.

"Tão pensando o quê, isso é para valer!", disse o pedetista, antes de começar a discursar.

O recado de Ciro é direcionado a parlamentares do PDT e a setores da esquerda para os quais ele pode desistir de seguir na disputa pelo Palácio do Planalto caso não melhore nas pesquisas.

Política