PUBLICIDADE
Topo

Política

Eduardo Bolsonaro diz que Instagram impediu live com aliados do governo

24.fev.2021 - O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), durante sessão na Câmara - Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados
24.fev.2021 - O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), durante sessão na Câmara Imagem: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

do UOL, em Brasília

15/05/2022 20h08

Após convocar aliados para uma live nas redes sociais, o deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP) afirmou neste domingo (15) que foi impedido novamente de realizar transmissões ao vivo no Instagram.

A primeira vez ocorreu na quinta-feira (12). Em ambos os casos, o deputado divulgou uma mensagem da plataforma informando que as publicações do deputado foram removidas por violar as diretrizes de comunidade do Instagram e, por isso, ele não poderia realizar novas lives.

"Há tempos anúncio que hoje às 17h farei live importante", disse Eduardo. "Dias atrás fui proibido de fazer lives no insta. Reclamei e em horas o block cessou. Hoje retornou de novo Evito, mas terei que processar".

Mais uma vez, como na na última quinta, o Instagram informou ao UOL que "não comenta sobre contas de terceiros".

A live deste domingo reúne aliados de Bolsonaro dentro e fora do governo, como os deputados federais Onyx Lorenzoni e Bia Kicis, o vereador de Belo Horizonte Nikolas Ferreira e o ex-jogador de vôlei Maurício Souza, demitido do Cruzeiro por fazer publicação com teor homofóbico.

Após a suspensão no Instagram, Eduardo conduziu a transmissão pelo Youtube. A live discutiu temas já tratados pelo bolsonarismo, como porte de armas e defesa da "liberdade de expressão" frente à "cultura do cancelamento".

Política