OpiniãoPolítica

Reinaldo: PGR comete erro ao não ver crime de racismo em fala de Zambelli

O colunista Reinaldo Azevedo disse no Olha Aqui! desta segunda (8) que a Procuradoria-Geral da República (PGR) errou ao considerar que a deputada Carla Zambelli (PL-SP) não cometeu crime quando chamou a também deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ) de Chica da Silva.

Aproveito para expressar minha discordância em relação à PGR, ao dizer que não há que investigar acusação de racismo no caso da deputada Carla Zambelli, que chamou a Benedita da Silva de Chica da Silva. Discordo veementemente, porque não é costumeiro, senhores da Procuradoria-Geral da República, que um deputado, tentando desqualificar um outro — ou uma deputada —, encontre uma figura branca com a qual associá-la. Reinaldo Azevedo, colunista do UOL

Reinaldo destacou que a associação com a escravizada alforriada, personagem da sociedade colonial de Minas Gerais do século 18, é uma atitude evidente de racismo.

Quando a deputada Zambelli faz essa associação, procurando uma figura negra, já há aí um primeiro filtro. Mas, eu não paro aí. É preciso ver quem foi Chica da Silva, ao menos no imaginário popular, especialmente depois de um filme. Chica da Silva foi aquela que escravizada, alforriada se torna parceira do senhor e passa a frequentar o salões da nobreza e da riqueza para os quais não estava originalmente talhada. E, por isso, passa a enfrentar uma reação como alguém que está fora do seu lugar.

Quando a deputada Carla Zambelli chama a Benedita da Silva de Chica da Silva — e não é possível que ela não saiba quem é a Benedita e quem foi Chica — ela está dizendo que Benedita da Silva, negra, com a história que tem, não deveria estar ali. Assim como os brancos de Minas diziam que a Chica da Silva não deveria estar lá. Portanto, a Procuradoria, ao dizer que não houve racismo, comete, a meu ver, um erro. A expressão, sim, é racista e discriminatória. Reinaldo Azevedo, colunista do UOL

O Olha Aqui! vai ao ar às segundas, quartas e quintas, às 13h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja abaixo o programa na íntegra:

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Deixe seu comentário

Só para assinantes