UOL Notícias Política
 

16/06/2008 - 11h47

Preso, prefeito de Juiz de Fora renuncia ao cargo

Rayder Bragon
Especial para o UOL
Em Belo Horizonte
O prefeito de Juiz de Fora, Carlos Alberto Bejani (PTB-MG), renunciou nesta manhã ao cargo de prefeito da cidade (distante 255 quilômetros de Belo Horizonte) por meio de carta-renúncia. O pedido foi entregue à Câmara Municipal de Vereadores, que havia aberto uma CPI para investigar suposto envolvimento do prefeito em liberação irregular de recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), além de suspeita de enriquecimento ilícito do prefeito petebista e suspeita de fraude no aumento do valor das passagens dos ônibus da cidade.

O vice-prefeito, José Eduardo Araújo Santos (PR), já assumiu o lugar do petebista no município, nesta manhã.

"Choque de moralidade"

O vice-prefeito José Eduardo Araújo (PR) assumiu a Prefeitura de Juiz de Fora (MG) com a promessa de promover um "choque de moralidade" na administração


Ele anunciou que haverá reformulação em várias secretarias, com troca de funcionários que seriam de confiança do ex-prefeito, e auditoria nos contratos entre a prefeitura e empresas de ônibus concessionárias do transporte na cidade.

Há suspeita de autorização indevida dos valores das passagens de ônibus cobradas em Juiz de Fora. Em três anos, os valores passaram, em média, de R$ 1,20 para R$ 1,75.

Bejani está preso na penitenciária Nelson Hungria, localizada na cidade de Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ele fora preso, pela segunda vez, quinta-feira passada durante operação da Polícia Federal (PF) intitulada "De Volta para Pasárgada".

Recaem sobre o petebista, além da suspeita de participação no esquema de desvio do FPM, acusação de receber propina de empresário ligado ao setor de transporte da cidade de Juiz de Fora. Um vídeo divulgado pelo site da revista Época mostra o prefeito recolhendo sacos de dinheiro e insinuando encontro com o ex-ministro da casa Civil José Dirceu, em Belo Horizonte, no qual fecharia a liberação de cerca de R$70 milhões para obras de despoluição e saneamento básico na cidade da Zona da Mata Mineira. No vídeo, o prefeito calcula suposta comissão de R$7 milhões.

O DVD contendo as imagens teria sido apreendido pela Polícia Federal no gabinete do prefeito.

O pedido de renúncia livra Bejani de perder os direitos políticos, mas não o isenta dos processos criminais.

Vereadores oposicionistas ainda têm esperança que o prefeito seja impedido de tentar cargos eletivos pelos próximos 8 anos. Eles irão enviar o relatório final da CPI, cujo trabalho durou 2 meses, ao Ministério Público Estadual (MPE), nesta tarde, para tentar reverter a manobra de Bejani.

O relatório final da CPI seria pela cassação de Bejani.

O presidente da Comissão, Isauro José de Calais Filho (PMN), afirmou que vários contratos firmados entre o prefeito e empresas de advocacia e transportes foram feitos de forma irregular.

Sem citar quais seriam as irregularidades, Calais Filho apenas citou o fato de que os donos do escritório de advocacia e da empresa de transportes estão presos pela PF, juntamente com Bejani.

Pasargada I
Em abril passado, Bejani havia sido preso durante a primeira fase de operação da Polícia Federal (PF), batizada de "Pasárgada", na qual policiais apreenderam na casa dele cerca de R$1,12 milhão, além de armas e munição.

O agora ex-prefeito passara 13 dias detido na penitenciária Nelson Hungria, para onde fora reconduzido semana passada.

O argumento da PF para a nova prisão de Bejani foi que a explicação para a origem do dinheiro apreendido dada pelo ex-prefeito não havia sido sustentada durante as novas investigações da corporação.

O delegado da PF Alessandro Moretti havia analisado que a perícia do vídeo com imagens de Bejani supostamente recebendo propina apressou ainda mais a necessidade da nova detenção do petebista.

Hoje à tarde, o advogado de Carlos Alberto Bejani, Marcelo Leonardo, entra com pedido de Habeas Corpus para tentar liberar o cliente.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,08
    3,759
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h23

    -0,09
    96.009,77
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host