Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/saude/album/2016/04/30/album-rascunho-sobre-vacinacao-contra-a-gripe.htm
  • totalImagens: 11
  • fotoInicial: 9
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20160430060000
    • H1N1 [9167]; Vacina [12440]; Ciência e Saúde [76752];
Fotos

Além de proteger contra a gripe, a vacina reduz o risco de complicações respiratórias e pneumonia. Enfermeira aplica dose de vacina contra a gripe em UBS no bairro do Bom Retiro, São Paulo Lucas Lima/UOL Mais

A aposentada Laura Alexandre Pereira toma vacina contra gripe na UBS no bairro do Bom Retiro, em São Paulo. "Tomo todos os anos e posso dizer que não dói nada, é bem tranquilo", afirma. A vacina trivalente, distribuída na rede pública, combate os vírus tipo A H1N1, tipo A H3N2 e o vírus do tipo B, de gripe comum Lucas Lima/UOL Mais

A aposentada Geni Levman, 87, toma vacina contra gripe na UBS no bairro do Bom Retiro, em São Paulo. No sistema público, a vacina só é distribuída para públicos mais vulneráveis à doença: idosos, gestantes, crianças até os cinco anos, pessoas com doenças crônicas, índios, trabalhadores da saúde e mulheres que tiveram filho nos últimos 45 dias Lucas Lima/UOL Mais

Aplicada por injeção, a vacina pode causar desconforto no local da aplicação, e um mal-estar leve e passageiro (no máximo 24 horas após a aplicação), como se fosse o início de um resfriado, habitualmente sem sintomas respiratórios. A aposentada Celestina Pacheco de Castro Cardoso, 75, afirma que toma a vacina todos os anos e nunca teve reações. "Sempre tive bons resultados, nunca mais fiquei gripada" Lucas Lima/UOL Mais

"Todos anos tomo a vacina, desde que começaram as campanhas não perdi nenhuma e nunca mais tive resfriado. Como não tenho medo de injeção, tudo foi sempre muito tranquilo", afirma a aposentada Clara Black, 79, ao se vacinar contra a gripe na UBS no bairro do Bom Retiro, em São Paulo Lucas Lima/UOL Mais

A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo afirma que para quem está dentro do público-alvo é importante se vacinar. Para os outros, a vacina é opcional e vista como prevenção. "A vacina funciona muito bem, ajuda muito. Não fiquei assustado com o surto de H1N1, acho que não devemos nos desesperar, só manter a preocupação com grupos de risco", diz Leo Kauffman, 61, administrador de empresas, que tomou a vacina contra gripe em uma UBS no bairro do Bom Retiro, São Paulo Lucas Lima/UOL Mais

"Tomo a vacina todos os anos porque sou instrumentador cirúrgica, então, como trabalho em hospital, é bom me precaver", afirma Ana Roberta Trindade, 40, gestante e instrumentadora cirúrgica que se vacinou contra gripe na UBS do Bom Retiro, em São Paulo. A proteção da vacina se inicia depois de pelo menos 14 dias após a aplicação, e se torna mais eficiente depois de 30 dias Lucas Lima/UOL Mais

A campanha de vacinação do Ministério da Saúde começa no dia 30 de abril e vai até o dia 20 de maio. Alguns Estados anteciparam o período de vacinação, como São Paulo (iniciou em 11 de abril na capital e região metropolitana) devido ao surto da H1N1. Nos laboratórios particulares, as vacinas costumam chegar entre março e abril Lucas Lima/UOL Mais

Rachel Ende, professora de educação infantil, leva seus filhos Mendel e Eli para tomar vacina contra gripe na UBS no bairro do Bom Retiro, em São Paulo. "Acho a vacinação das crianças muito importante. Eu tenho 7 filhos e quero vacinar todos. Incentivo também eles lavarem as mãos e higienizar com álcool gel", afirma Lucas Lima/UOL Mais

A rede pública oferece vacina contra a gripe para crianças com idade entre 6 meses e menores de 5 anos, gestantes, idosos, mulheres com até 45 dias após o parto e pessoas com doenças crônicas. "Trago meus filhos em todas as campanhas de vacinação, é muito importante", afirma Jesiane Nascimento, que levou o filho Lucas para tomar vacina na UBS do Bom Retiro, em São Paulo Lucas Lima/UOL Mais

Ao tomar a vacina contra a gripe a imunização é garantida de 8 a 12 meses, dependendo do organismo do paciente. Por isso é recomendado tomar uma dose por ano. Ana Roberta Trindade, 40, instrumentadora cirúrgica vacinou seu filho contra gripe na UBS no bairro do Bom Retiro, em São Paulo Lucas Lima/UOL Mais

Vacina contra gripe é distribuída para crianças, idosos e gestantes

Mais álbuns de Ciência e Saúde x

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE UOL SAÚDE

UOL Cursos Online

Todos os cursos