PUBLICIDADE
Topo

Notícias


Notícias

Você sabe o que são alimentos funcionais?

Produto rico em ômega 3, flavonoides ou licopeno. Você sabe o que isso significa? Faça o teste e descubra. As informações foram fornecidas pelas nutricionistas Paula Canavó, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Ana Paula Geraldo, da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), e Martine Elisabeth Kienzle Hagen, professora da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

  1. 115

    Encontrados em vegetais, como a batata yacon, eles ativam a microflora intestinal e melhoram o funcionamento do intestino. Tratam-se dos:

    1. probióticos.
    2. fibras.
    3. prebióticos.

      Prebióticos

      Além da batata yacon, os prebióticossão encontrados na cebola, mel, raiz de chicória, alho, banana (principalmente verde), aspargos e aveia. Segundo Hagen, eles devem ser consumidos diariamente, embora os estudos não determinem a quantidade.

  2. 215

    Está comprovado cientificamente que os estanois e os esterois vegetais diminuem os riscos de doenças cardiovasculares. Eles são oferecidos por alimentos como:

    1. uva.
    2. alguns óleos vegetais.

      Óleos

      O efeito benéfico para o coração se explica pela diminuição do colesterol total e do LDL (o colesterol ruim). Eles são encontrados nos óleos de canola, soja, milho, girassol, amendoim e caju.

    3. peixes marinhos, como o salmão.
  3. 315

    O alho e a cebola são ingredientes que não podem faltar na cozinha. Eles são fontes de sulfetos alílicos, uma substância com potencial para:

    1. reduzir o colesterol e a pressão sanguínea, melhorar o sistema imunológico e diminuir os riscos de câncer gástrico.

      Vasos sanguíneos

      Os sulfetos alílicos também auxiliam no relaxamento dos vasos sanguíneos, o que explica a ação sobre a pressão arterial, e estimulam a produção das enzimas gástricas.

    2. melhorar a memória e a qualidade do sono.
    3. aumentar a sensação de saciedade e, assim, combater o ganho de peso.
  4. 415

    O manjericão, o caju e a maçã têm em comum a presença de taninos, uma substância reconhecida por seu potencial efeito:

    1. vasoconstritor

      Chás

      Os taninos também estão disponíveis nos chás preto, verde e mate e no café.

    2. anticancerígeno.
    3. antidepressivo.
  5. 515

    Couve flor, repolho e brócolis são algumas das fontes de indóis e isotiocianatos, indutores de enzimas que agem para:

    1. prevenir tromboses e acidentes vasculares cerebrais (AVC).
    2. aumentar a produção de colágeno.
    3. proteger o organismo contra o câncer de mama e de outros tipos.

      Próstata

      Também encontrados na couve e couve-de-bruxelas, os isotiocianatos ainda ajudam a diminuir os riscos de desenvolvimento do câncer de próstata.

  6. 615

    Os antioxidantes luteína e da zeaxantina, disponíveis no milho e nas folhas verdes, têm conhecida ação sobre:

    1. a memória.
    2. o controle da taxa de açúcar no sangue.
    3. a saúde dos olhos.

      Degenaração macular

      Vários estudos epidemiológicos associaram o elevado consumo destes carotenoides com uma menor incidência de degeneração macular relacionada com a idade. Agrião e espinafre são exemplos de boas fontes.

  7. 715

    Os cereais integrais, as frutas e as leguminosas devem ser consumidos com frequência, pois melhoram o funcionamento intestinal e combatem a obesidade. Isso se deve à ação...

    1. das enzimas digestivas encontradas nesses alimentos.
    2. das fibras solúveis e insolúveis.

      Imunidade

      Além de regular a função intestinal, as fibras também podem melhorar a resposta imunológica do organismo.

    3. dos probióticos.
  8. 815

    O chá verde, as cerejas e amoras e o vinho tinto são fontes importantes de catequinas, substâncias com potencial para:

    1. reduzir a incidência de certos tipos de câncer, como o de próstata e boca, controlar o colesterol e estimular o sistema imunológico.

      Diminuem o apetite

      Além dos benefícios já mencionados, as catequinas também têm ação anti-inflamatória, diminuem a concentração de triglicerídeos, aumentam o gasto energético, protegem a pele da exposição solar e diminuem o apetite. Elas também estão disponíveis em uma variedade de outros alimentos, como uva, laranja, limão, maçã, cebola, espinafre, repolho, rabanete, escarola, mostarda, amendoins, amêndoas, alecrim, manjericão, chá branco e chocolate amargo (com mais de 65% de cacau).

    2. melhorar o funcionamento do sistema respiratório e prevenir crises de asma e bronquite.
    3. regular a síntese dos hormônios sexuais.
  9. 915

    De acordo com pesquisas científicas, as lignanas podem ajudar a evitar certos tipos de câncer, como o de mama. Entre suas fontes, destacam-se:

    1. a soja e seus derivados.
    2. o leite e os iogurtes.
    3. a linhaça, o arroz integral e a noz moscada.

      Estrógeno

      Em altas quantidades, o estrógeno aumenta o risco de certos tipos de câncer, como o de mama. As lignanas agem sobre os receptores desse hormônio, impedindo que eles exerçam plenamente seus efeitos. Também encontrada na semente de gergelim, grão de bico, ervilha, trigo sarraceno, aveia, cevada e trigo integral.

  10. 1015

    O ácido linolênico estimula o sistema imunológico e evita a formação de coágulos (trombose) e de depósitos de gordura (aterosclerose). Pode ser encontrado nos seguintes alimentos:

    1. frutas e vegetais com pigmentação vermelha, como pimentão e tomate.
    2. nozes, amêndoas, pistaches e nos óleos de linhaça e soja.

      Colesterol

      Além dos benefícios já mencionados, a substância também tem ação anti-inflamatória, reduz o colesterol total e o LDL sanguíneo (o colesterol ruim), regula a temperatura do corpo e a perda de água. O ácido também pode ser encontrado em peixes como sardinha, atum, salmão, cavala e arenque, e na castanha do pará, noz pecâ e avelã.

    3. abacaxi, laranja, morango e outras frutas ácidas.
  11. 1115

    O licopeno tem conhecida ação na prevenção de certos tipos de câncer, como o de próstata. Mas não é só o tomate que possui essa substância, também oferecida por:

    1. leguminosas, como feijão e ervilha.
    2. leite e seus derivados.
    3. pimentão, melancia e goiaba.

      Doenças cardíacas

      A principal ação estudada do licopeno é na prevenção do câncer de próstata. Porém, também foram observados benefícios na prevenção de outros tipos de tumores, como o de mama, e no combate a doenças cardiovasculares, como infarto e acidente vascular cerebral (AVC).

  12. 1215

    Os flavonoides são frequentemente associados à prevenção do câncer. Mas há outros benefícios para se destacar desse antioxidante encontrado na uva e em outros alimentos:

    1. ação vasodilatadora e anti-inflamatória.

      Anti-inflamatório

      A ação anti-inflamatória dos flavonoides indica que eles podem favorecer o tratamento da artrite e prevenir doenças cardiovasculares. Como já mencionado, o composto também tem ação anti-inflamatória e anticancerígena.

    2. prevenção de crises alérgicas.
    3. ação sedativa.
  13. 1315

    Conhecidos por favorecer as funções gastrointestinais, os probióticos são encontrados em:

    1. raízes de vegetais.
    2. leites fermentados e iogurtes

      Probióticos

      Além de atuar sobre as funções gastrointestinais, estudos também sugerem outros efeitos positivos dos probióticos (lactobacilos e as bifidobactérias). Eles podem melhorar a resposta imune do organismo, controlar a pressão arterial, diminuir o colesterol sanguíneo, prevenir o câncer de cólon e estimular a absorção de cálcio no intestino.

    3. nas cascas de algumas frutas, como a pera.
  14. 1415

    Soja e derivados contém isoflavona, um composto com:

    1. potencial para combater sintomas da menopausa e diminuir o colesterol.

      Menopausa

      Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), as evidências científicas existentes até o momento reconhecem os efeitos das isoflavonas no alívio das ondas de calor associadas à menopausa, os fogachos, e na redução dos níveis de colesterol

    2. ação protetora contra doenças neurológicas.
    3. efeito calmante.
  15. 1515

    Sabe-se que a sardinha, o salmão e outros peixes marinhos diminuem o colesterol ruim (LDL) e os níveis de triglicerídeos. Mas, além disso, os ácidos graxos ômega 3 também têm:

    1. ação anti-hipertensiva.
    2. ação vasoconstritora.
    3. ação anti-inflamatória, além de serem indispensáveis para o desenvolvimento do cérebro e da retina de recém-nascidos.

      Vasodilatador

      Além dos benefícios mencionados, os ácidos graxos ômega-3 também possuem ação vasodilatadora. Alguns estudos ainda comprovaram uma ação benéfica na prevenção e tratamento de alguns tipos de câncer, como o colorretal e o de pele.

  • Atenção!

    Atenção. Você demonstrou pouco ou nenhum conhecimento sobre os alimentos funcionais. Eles são muito importantes para a saúde, pois você como deve ter lido, eles atuam no combate e na prevenção de uma série de doenças. Como você parece interessado no assunto, a sugestão é que você refaça o teste para verificar o que aprendeu e reler as informações.

    [[pts]] de 15 pontos

    Gostou do resultado? Compartilhe!

    Alimentos funcionais não são remédios; entenda
  • Melhorar

    Pode melhorar. Como a lista de alimentos funcionais é muito grande, é natural que uns sejam mais conhecidos que outros. A mesma coisa vale para as substâncias. Você pode estar familiarizado com os nomes "ômega-3" ou "probióticos", mas desconhecer outros, como "catequinas". Refaça e teste e veja se conseguiu ampliar seus conhecimentos.

    [[pts]] de 15 pontos

    Gostou do resultado? Compartilhe!

    Alimentos funcionais não são remédios; entenda
  • Médio

    Você está quase lá. Como a lista de alimentos funcionais é muito grande, é natural que uns sejam mais conhecidos que outros. A mesma coisa vale para as substâncias. Você pode estar familiarizado com os nomes "ômega-3" ou "probióticos", mas desconhecer outros, como "catequinas". Refaça e teste e veja se conseguiu ampliar seus conhecimentos.

    [[pts]] de 15 pontos

    Gostou do resultado? Compartilhe!

    Alimentos funcionais não são remédios; entenda
  • Excelente

    Excelente. O seu nível de conhecimentos sobre os alimentos funcionais é muito bom. Use isso a seu favor e obtenha vantagens para a sua saúde. Contudo, não se esqueça de que eles não funcionam como remédios. É preciso manter um estilo de vida saudável e praticar atividades físicas regularmente para fortalecer o organismo e prevenir doenças.

    [[pts]] de 15 pontos

    Gostou do resultado? Compartilhe!

    Alimentos funcionais não são remédios; entenda