Fiocruz conclui primeiras sequências genéticas do vírus influenza A (H1N1) mapeadas no Brasil

Do UOL Ciência e Saúde
Em São Paulo

As primeiras sequências genéticas do vírus influenza A (H1N1) mapeadas no Brasil foram concluídas por pesquisadores do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz).

Os resultados foram entregues na sexta-feira (15) ao banco de informações genéticas do National Center for Biotechnology Information (NCBI), baseado no National Institute of Health (NIH), dos Estados Unidos. O banco reúne sequências genéticas de quase todos os organismos conhecidos, incluindo o genoma humano.

Trata-se do mapeamento dos vírus detectados em três pacientes - dois do Rio de Janeiro e um de Minas Gerais -, todos diagnosticados no laboratório.

O sequenciamento será útil para comparar os vírus detectados no país entre si e em relação aos vírus detectados em outras partes do mundo.

"Uma análise preliminar mostrou que o vírus encontrado nos casos brasileiros são conservados entre si e, quando comparados com sequências depositadas por outros países, vemos que eles mantêm as mesmas características, ou seja, não existe indicativo de variação em relação ao vírus que circula em outras localidades", aponta Fernando Motta, pesquisador do Laboratório de Vírus Respiratórios e Sarampo do IOC.

Segundo o especialista, o sequenciamento genético é uma ferramenta fundamental para acompanhar a evolução do vírus no país e abre a possibilidade para o desenvolvimento de protocolos de diagnóstico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos