Após excessos de fim de ano, governo encoraja ingleses a passar janeiro sem álcool

  • Thinkstock

As festas de fim de ano geralmente significam noites de excessos para muita gente. Em contrapartida, ao menos na Inglaterra, o mês de janeiro vem sendo cada vez mais associado a um período de pausa na bebedeira.

O serviço público de saúde inglês está estimulando cidadãos a participar de mais uma edição do chamado "Dry January" (ou janeiro seco, em tradução livre).

A experiência voluntária, que ganha adeptos a cada ano, consiste em passar o mês inteiro sem ingerir uma gota de álcool.

Durante dezembro, em média, os ingleses consomem 41% mais álcool do que nos demais meses do ano.

Em 2014, um estudo da Universidade de Sussex acompanhou 900 voluntários que encararam a proposta do "janeiro seco".

Os resultados mostraram que abandonar o álcool por um mês pode mudar a maneira que as pessoas bebem a longo prazo - elas passariam a ingerir menores quantidades e ficar embriagadas com menor frequência.

Após seis meses, 72% dos participantes reduziram o consumo excessivo de álcool e 4% ainda não haviam voltado a beber.

Os participantes também se mostraram mais inclinados a recusar bebidas alcoólicas em eventos sociais.

Mudança de hábito

Na época, o professor de psicologia Richard De Visser, responsável pela pesquisa, disse à BBC que "o mais interessante é que essas mudanças no consumo do álcool também foram percebidas nas pessoas que não conseguiram completar o mês inteiro sem beber".

"Mesmo que os participantes não cheguem ao final dos 31 dias com sucesso, normalmente é notada uma redução significante no volume de álcool que ingerem."

A maioria dos adeptos do "janeiro seco" também relatou efeitos positivos após o mês abstêmio, incluindo melhora no sono, perda de peso e mais disposição.

Mais de três quartos deles afirmaram que economizaram dinheiro e sentiram um bem estar de "missão cumprida".

Especialistas destacaram, após a pesquisa, que o corte abrupto no consumo de álgool pode ajudar as pessoas a "zerar" sua relação com o álcool, cujo consumo está relacionado a mais de 60 problemas médicos, incluindo câncer, depressão e demência.

Atualmente, a página do Dry January no Facebook é seguida por mais de 40 mil pessoas.

Para 2016, os organizadores encorajam os adeptos a compartilhar a decisão com pessoas próximas e estimular amigos, famílias e colegas de trabalho a participar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos