A dramática luta do homem mais obeso da Colômbia para perder 300 quilos

da Redação - BBC Mundo

  • Luís Robayo/AFP Photo

    Oscar Vasquez Morales, 44, é considerado o homem mais pesado da Colômbia

    Oscar Vasquez Morales, 44, é considerado o homem mais pesado da Colômbia

Óscar Vásquez Morales está preso em um cama há dez anos por causa de seu peso: quase 400 quilos, o equivalente ao que costumam pesar, juntos, cinco homens de sua altura (1,71 metro).

Morales é considerado o homem mais gordo da Colômbia.

Seu caso de obesidade mórbida já começava a se desenhar em 1988, quando ele tinha apenas 17 anos e já pesava 110 quilos.

Dez anos depois seu peso já havia dobrado para 230 quilos. Nesta época, ele quase já não saia de casa e para dar apenas alguns passos precisava da ajuda de um andador.

Na década seguinte, a situação piorou e ele conseguiu sair de casa apenas quatro vezes.

Hoje, aos 44 anos, Morales aprendeu a fazer tudo na cama e depende de seus irmãos, um cunhado e uma sobrinha para cuidar de sua higiene pessoal, se vestir e comer.

Eles conseguem ajudá-lo, mas não movê-lo.

Luis Robayo/AFP Photo
Aos 44 anos, Morales tem apneia do sono e uma grave inflamação dos tecidos

"É o caso mais extremo que já tratado até hoje", disse Salvador Palacios, fundador da organização sem fins lucrativos Gorditos de Corazón que tem auxiliado Morales. Esta organização existe há dez anos e um de seus objetivos é "resgatar" obesos na Colômbia.

Vida em 'perigo'

"Sua vida está em perigo. Se não reduzir agora seu peso e índice de massa corporal, (Morales) poderá morrer devido às múltiplas doenças de que sofre", disse Palacios, ele próprio um ex-obeso mórbido.

Morales sofre de apneia do sono e linfedema, uma grave inflamação do tecido que envolve certos órgãos devido à acumulação de líquido linfático. Os quilos em excesso também provocaram deformações na pele: dobras tão profundas que causam constantes feridas dermatológicas.

"Ele para de respirar enquanto dorme, e por isso poderia ter morte súbita", disse Palacios.

E os problemas devido ao excesso de peso não são apenas físicos. Ele também sofre de depressão e ansiedade, o que o leva a comer de forma compulsiva, de acordo com Palacios.

Agora Morales começa um complexo processo para melhorar sua qualidade de vida.

De acordo com o médico Juan Carlos Castillo, especialista em cirurgia bariátrica, o tratamento deve incluir três operações.

Bombeiros

Luis Robayo/AFP Photo
Morales foi transferido para uma clínica na cidade de Cali para fazer a 1ª de três cirurgias
Depois de ter feito uma dieta para perder 20 quilos, na segunda-feira Morales foi transferido para uma clínica ao sul da cidade de Cali, sudoeste da Colômbia, para fazer a primeira cirurgia.

O corpo de bombeiros local foi chamado para transportar o colombiano até a clínica, e 20 pessoas foram mobilizadas para tirá-lo da cama e colocá-lo em um veículo que o levaria até o centro da cidade.

"Tivemos que usar uma lona adaptada com hastes de aço para carregá-lo, tirá-lo da casa e colocá-lo na ambulância", disse Palacio aos jornalistas que foram registrar o evento.

Outro improviso foi feito dentro da ambulância, onde colchões foram adaptados para acomodar Morales.

"Na Colômbia não há ambulâncias adaptadas para esse tipo de obeso mórbido, e as macas aguentam um peso máximo de 150 a 180 quilos", acrescentou.

Depois de toda essa operação, Morales chegou à clínica e fez um implante de um balão intragástrico, uma esfera de silicone flexível colocada no estômago por meio de uma endoscopia e que gera no paciente uma sensação de saciedade.

Com esse primeiro procedimento, os médicos esperam que o colombiano perca entre 30 e 40 quilos.

Uma vez que Morales alcance essa meta, ele poderá se submeter à próxima etapa do processo: uma cirurgia que vai colocar um anel inflável em volta da parte superior do estômago para limitar a ingestão de alimentos e prolongar o processo de esvaziamento do estômago.

Depois disso, os médicos esperam que Morales emagreça entre 70 e 90 quilos.

Até os cem quilos

Luis Robayo/AFP Photo
Após duas cirurgias, os médicos esperam que Morales chegue aos cem quilos
O passo seguinte é submeter Morales ao procedimento mais complicado: o bypass gástrico, ou cirurgia de derivação, que leva a uma mudança no sistema digestivo.

A operação reduz o tamanho do estômago com o uso de um grampeador cirúrgico, dividindo o órgão em duas partes. A porção menor é ligada a uma parte do intestino.

Após esse procedimento, o paciente usará apenas parte do intestino. Com isso os alimentos deixam de passar por grande parte do órgão, o que minimiza a absorção de calorias.

Com essa intervenção, os médicos esperam que Morales emagreça e chegue até aos cem quilos.

"O processo, com duas cirurgias de alto risco, deve demorar três anos. Em seguida, ele terá que se submeter a operações reconstrutivas e outra para retirar a pele que sobrar", disse Palacios.

Leia também: Destroços do avião da EgyptAir e restos de um corpo são encontrados no Mediterrâneo; veja o que se sabe até agora

"A partir de hoje espero uma mudança", disse Morales aos jornalistas que o esperavam quando ele chegou à clínica em Cali, na segunda-feira .

O colombiano apenas começou o longo processo para, no final e de acordo com as expectativas da equipe médica, chegar a pesar apenas um quarto do que pesa hoje.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos