'Não faltarão recursos no combate ao zika', diz Dilma

São Paulo - A presidente Dilma Rousseff disse em Brasília, em seu discurso na cerimônia de abertura dos trabalhos legislativos no Congresso, nesta terça-feira, 2, que não faltarão recursos no combate ao zika vírus no Brasil. Dilma também destacou as ações que já vem sendo feitas para eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chinkungunya.

Na segunda-feira, 1º de fevereiro, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a microcefalia emergência internacional.

A presidente disse na cerimônia que o enfrentamento ao zika vírus e à microcefalia serão uma das prioridades este ano. "Não faltarão recursos e contarei com a sensibilidade do Congresso", afirmou. Dilma também disse que está preparando a rede de saúde para atender às crianças com a má-formação e que, se necessário, a oferta de equipamentos será ampliada.

"Estamos agindo em todo o Brasil, mobilizando profissionais das Forças Armadas. Iniciamos a campanha nacional e faremos a primeira grande mobilização em 13 de fevereiro", disse a presidente, que também destacou o incentivo à participação de estudantes de todo o Brasil na mobilização contra o mosquito, a partir de 19 de fevereiro.

"Todos os prédios do governo federal passam por limpeza para eliminar os criadouros do mosquito", disse ainda. "Ao mesmo tempo, iniciamos a capacitação de servidores federais para atuar na mobilização da sociedade."


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos