Airbnb vai reembolsar a grávidas que viajariam para áreas com vírus da zika

Em Brasília

O Airbnb, plataforma de hospedagens online de casas e apartamentos para aluguel, está oferecendo reembolso para grávidas e mulheres que estão tentando engravidar que haviam reservado hospedagem em regiões afetadas pelo vírus zika.
Sem especificar o Brasil e o feriado de carnaval, o site diz que está trabalhando "de forma proativa para atender às preocupações de viagens que surgiram devido ao vírus Zika". A empresa cita o aviso feito no início desta semana pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que anunciou que a explosiva disseminação do zika vírus nas Américas é um "evento extraordinário" que merece ser declarado como emergência internacional.

"Entendemos completamente o desejo de alguns viajantes de adiar os seus planos para a região", diz o aviso do site. Segundo a empresa, grávidas e mulheres que estão tentando engravidar, bem como membros da família que fariam parte da viagem, podem receber um reembolso total de suas reservas existentes para a região.

O Airbnb faz ainda uma alerta e pede que antes de marcar qualquer viagem os turistas procurem informações em relação aos países que podem ter a incidência da doença.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos