OMS esclarece que vacinas recomendadas a gestantes são 'seguras'

São Paulo - Um comunicado da Organização Mundial de Saúde (OMS) esclarece que as vacinas recomendadas a gestantes pela entidade e oferecidas no Sistema Único de Saúde (SUS) do Brasil são "seguras e eficazes".

A informação foi divulgada após boatos sobre supostos casos de grávidas que receberam doses de vacinas vencidas ou foram imunizadas contra a rubéola e tiveram bebês com má-formação na cabeça. De acordo com a OMS, imunizantes contra o tétano neonatal e contra a gripe podem ser aplicados em grávidas, sem problemas ao bebê.

A vacina contra rubéola, que não está no calendário das gestantes, tampouco traz consequências negativas para o feto, segundo a entidade. Mais de 70 milhões de doses do imunizante já foram aplicadas em mulheres em idade fértil no País.

A OMS e o governo federal reforçam a importância de a população seguir todo o calendário de vacinação.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos