Doenças estão aumentando por causa de mudanças climáticas, diz relatório

O Estado do Rio confirmou a primeira morte para febre amarela nesta quarta-feira (15). Exames de sangue confirmaram que dois homens, moradores da área rural de Casimiro de Abreu, na Baixada Litorânea, sem histórico de viagem para áreas com circulação da doença, estavam contaminados.

Um dos pacientes está internado, ainda em tratamento. No sábado, o pedreiro Watila dos Santos, de 38 anos, morreu por suspeita de febre amarela. Ele era morador de Córrego da Luz, na zona rural de Casimiro de Abreu.

A confirmação dos casos levou a secretaria a divulgar nova estratégia de imunização. Moradores de 24 municípios nas regiões Norte, Noroeste, Serrana, dos Lagos serão vacinados. A prioridade será imunizar aqueles que vivem próximo a áreas de mata e nas zonas rurais.

Também será vacinada a população do entorno da Reserva de Poço das Antas, em Silva Jardim. A reserva é área de preservação de micos-leões-dourados. Os animais estão sendo monitorados.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos