Operação Carne Fraca

Anvisa interdita lotes de linguiças calabresas defumadas da Frigosantos

Lu Aiko Otta e Sandra Manfrini

Brasília

  • Wikipedia

 A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) interditou lotes de linguiças calabresas defumadas da marca Frigosantos com validade até o dia 30 de abril. A medida se baseia na fiscalização realizada pelo Ministério da Agricultura nos frigoríficos que foram alvo da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal.

Nesse produto, especificamente, os fiscais encontraram a bactéria Estafilococus coagulase, que pode causar diarreia e vômito.

A linha de produção da linguiça está interditada desde a semana passada, por decisão do Ministério da Agricultura. A medida da Anvisa complementa essa providência, porque vai bloquear os produtos que eventualmente tenham chegado aos pontos de venda.

A Anvisa informou que os resultados das análises das amostras mostraram que a linguiça estava fora dos padrões sanitários aceitos pela regulamentação brasileira. "A definição de critérios microbiológicos para alimentos estabelece padrões sanitários que visam, em primeiro lugar, à proteção à saúde da população", informou a agência. "O descumprimento dos parâmetros, portanto, constitui uma infração sujeitando penalidades aos infratores."

O Frigosantos informou que a linha de produção da linguiça foi interditada na tarde da última sexta-feira, dia 7. A empresa não concorda com as conclusões da fiscalização do Ministério da Agricultura e pediu uma contraprova.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos