PUBLICIDADE
Topo

Entidade defende mais acesso da população a medicamentos básicos

29/08/2018 17h29

São Paulo - Os candidatos ao Planalto nas eleições deste ano foram convocados, em carta, a debater a gestão da saúde pública no Brasil. Em documento enviado pela Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma) aos postulantes ao cargo, a entidade defendeu a necessidade de mais amparo técnico, alertou para o desperdício do potencial inovador do País e pediu por novas soluções para ampliar o acesso da população a medicamentos básicos.

De acordo com a entidade, o objetivo do documento é chegar a soluções que se possam ampliar o acesso dos brasileiros a tratamentos e a novas tecnologias em saúde. "A saúde precisa estar na pauta, nos planos e nas preocupações de qualquer presidenciável que deseje, além do cargo a que esteja concorrendo, estar atento e disponível para lidar com aquilo que mais aflige o brasileiro", afirma Pedro Bernardo, presidente executivo da Interfarma.

Ainda conforme a Interfarma, a saúde ficou em segundo plano nos debates da campanha eleitoral, mesmo frente ao crescente interesse da população pelo tema. "Recentemente, o Ibope divulgou um estudo realizado no Estado de São Paulo em que a saúde lidera com 70% o ranking das áreas que mais afligem o paulista."

Cristian Favaro