Topo

Campinas registra segunda morte por dengue

Ricardo Brand

De Campinas

23/04/2014 09h43

No mesmo dia em que dois representantes do Ministério da Saúde chegaram a Campinas (SP) para avaliar o pedido de ajuda para que a Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) atue no combate da maior epidemia de dengue vivida na cidade, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou nesta terça-feira  (22) a segunda morte provocada pela doença.

O Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, confirmou entre as sete mortes suspeitas que uma mulher de 60 anos, que contraiu a doença em Santa Bárbara D'Oeste, e morreu no dia 7 de abril, em Campinas, estava com a dengue.

Já são 14 mil casos na cidade, em menos de quatro meses. No ano da pior epidemia vivida até hoje (2007) foram registrados 11,4 mil casos.

"É um absurdo uma cidade como essa ter tanto caso de dengue. Aqui em caso fazemos a nossa parte, mas e as autoridades e os demais moradores?", questiona a dona de casa Maria Aparecida de Lourdes, de 59 anos, que mora na região Noroeste da cidade, a mais afetada.

Outras três mortes suspeitas ainda estão em investigação em Campinas e uma morte já havia sido confirmada. Outros três casos que estavam em investigação foram descartados nesta terça-feira, segundo o secretário municipal de Saúde, Cármino de Souza.


 

Mais Notícias