Topo

Consumo de refrigerantes leva 184 mil pessoas à morte por ano, diz estudo

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Nicholas Bakalar

2015-07-14T19:47:01

2016-04-03T19:24:47

14/07/2015 19h47Atualizada em 03/04/2016 19h24

Uma análise descobriu que o consumo de bebidas adoçadas (como refrigerantes e sucos industrializados) resulta na morte de 184 mil pessoas todos os anos.

Para chegar a essa conclusão, os cientistas reuniram dados de dezenas de pesquisas de dieta e estudos prospectivos extensos envolvendo o efeito da ingestão de bebidas adoçadas sobre o índice de massa corporal (IMC) e o diabetes tipo 2, além de estudos relacionados com o efeito do IMC sobre doenças cardiovasculares, diabetes e câncer.

Eles usaram dados sobre o consumo de bebidas adoçadas de 62 pesquisas nacionais sobre dieta que incluíram mais de 600 mil pessoas de 51 países examinadas de 1980 a 2010. O estudo foi publicado online no periódico "Circulation".

A fim de confirmar quais doenças tinham causado as mortes, os pesquisadores usaram a "Global Burden of Diseases, Injuries and Risk Factors 2010", uma análise internacional que é periodicamente atualizada.

Eles estimaram que, em todo o mundo, as bebidas adoçadas causam 133 mil mortes por diabetes, 45 mil por doenças cardiovasculares e 6.450 por câncer.

As mortes associadas a bebidas adoçadas corresponderam a 1% das mortes por qualquer causa entre japoneses com mais 65 anos e a 30% dessas mortes entre os mexicanos com menos de 45 anos. O estudo descobriu que, nos Estados Unidos, as bebidas adoçadas causam aproximadamente 45 mil óbitos ao ano.

Mais Ciência e Saúde