Com doença rara, homem tem parte do intestino retirado com 13 kg de fezes

Colaboração para o UOL

  • Reprodução

Um aviso: esse texto pode causar um certo desconforto. Afinal, fala de um homem que ficou tanto tempo sem conseguir defecar que foi necessária uma cirurgia para retirar parte do seu intestino. Foram 75 centímetros e cerca de 13 quilos de fezes extraídos do seu abdômen.

O caso aconteceu na China - foi noticiado pelo The Paper -  e o homem de 22 anos não teve seu nome revelado. Pelo que explicaram os médicos, o paciente tem a Doença de Hirschsprung, uma anomalia congênita que tem como característica principal a ausência dos neurônios intramurais dos plexos nervosos parassimpáticos. A consequência disso é que a pessoa não consegue expelir as fezes produzidas.

Normalmente essa doença é identificada pelos pais logo nas primeiras horas de vida, ao notarem que a criança não expele as fezes. Não foi aconteceu com esse chinês, que só começou a ser tratado já na adolescência. Mas os laxantes que ele tomava não resolviam - afinal, o problema era outro.

Quando chegou ao hospital em Xangai para ser submetido à cirurgia, o homem de 22 anos já demonstrava fraqueza e, de acordo com os médicos, tinha a pele brilhante, de tão esticada. "Ele parecia que poderia explodir a qualquer momento", comentou o médico, Yin Lu, ao site britânico Daily Star. 

A Doença de Hirschsprung atinge um em cada 5 mil nascidos, sendo mais comum nas crianças do sexo masculino do que do sexo feminino. Sem tratamento, cerca de metade das crianças que nascem com essa doença morrem antes de chegar à vida adulta.

Reprodução

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos