Menino arrecada R$ 280 mil em campanha para fazer cirurgia nos EUA e andar

Fabiana Marchezi

Colaboração para o UOL

  • Arquivo Pessoal

    Kaká, de 9 anos, arrecadou R$ 280 mil para pagar sonhada cirurgia que o fará andar

    Kaká, de 9 anos, arrecadou R$ 280 mil para pagar sonhada cirurgia que o fará andar

Uma campanha na internet ajudou a família do menino Carlos Eduardo Capucho Maia, o Kaká, de 9 anos, a arrecadar R$ 280 mil para pagar uma sonhada cirurgia que o fará andar. Por conta de complicações no parto, Kaká teve paralisia cerebral espástica. A condição atrofiou seus nervos sensoriais e, como sequela, ele nunca pôde caminhar. Para se locomover, o garotinho precisa de cadeira de rodas e andador.

A operação, que dá 93% de chances de Kaká andar, chama-se rizotomia dorsal seletiva, e é realizada apenas em um hospital de Missouri, nos EUA.

Kaká não contém a alegria, agradece pela campanha na web ter dado certo e faz planos. "Eu vou andar! Meu maior sonho é jogar bola, e eu sei que vou conseguir. Quero agradecer muito aos meus pais que sempre lutaram por mim e a todos os que me ajudaram e dizer aos pais que nunca desistam. Eu ganhei meu maior presente neste Dia das Crianças", disse o menino ao UOL.

A campanha começou em março, assim que a família, de Goiânia, Goiás, soube que poderia realizar o sonho de Kaká por meio dessa cirurgia. "Foram sete meses de muita mobilização, muito trabalho. Mas desde que eu soubemos dessa cirurgia, não pudemos ficar parados, precisávamos fazer alguma coisa para conseguir esse dinheiro e proporcionar isso ao nosso filho. 93% de chance de vê-lo andar e correr por aí é muita coisa", ressaltou o pai do menino, o gerente comercial Luciano Carlos Martins Maia, de 36 anos.

Kaká faz acompanhamento no Centro de Reabilitação e Readaptação Doutor Henrique Santilo (Crer), em Goiânia, mas os médicos não têm muito mais o que fazer para melhorar o quadro do garoto. Desde os sete meses, quando saiu o diagnóstico que o garoto teria dificuldades de locomoção, ele passa por fisioterapia intensiva.

O procedimento do EUA trouxe esperança à família, que quer dar qualidade de vida e autonomia ao garoto. Na cirurgia, o médico corta parte dos nervos atingidos pela paralisia, que contraem os músculos. "Com isso, os nervos que nunca foram usados por ele serão estimulados e ele aprenderá a andar, como um bebê", explicou Luciano.

Entretanto, a batalha da família continua. Apesar de já ter o dinheiro que vai custear o procedimento cirúrgico, marcado para o dia 21 de novembro nos EUA, ainda falta o valor das passagens e da estadia. "Ainda faltam cerca de R$ 60 mil porque ao todo serão 40 dias nos EUA, precisamos do dinheiro das passagens e da estadia. Mas tenho fé de que conseguiremos, nunca pensamos em desistir, já são nove anos de luta com ele, não será agora, que estamos tão perto, que já conseguimos o mais difícil, que vamos desistir", ressaltou o gerente comercial, esperançoso.

Além da campanha "Todos Pelo Kaká", que mobilizou a web, Carlos Eduardo e a esposa Gabriela Capucho têm feito outras ações, como rifas e almoços beneficentes, para conseguir todo o dinheiro.

"Sete meses atrás, quando começamos, parecia impossível e hoje só podemos comemorar e agradecer. É uma felicidade enorme, que não cabe no peito. Nunca poderei retribuir a essa gratidão que estou sentindo por todas essas pessoas que de alguma forma contribuíram", acrescentou Luciano, muito emocionado ao UOL.

Arquivo Pessoal
Kaká tem doença chamada rizotomia dorsal seletiva e será operado nos EUA

Nesta semana, Kaká participou da festa do Dia das Crianças realizada pelos policiais das Rotam (Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas) e a família pôde agradecer as doações e pedir para que as contribuições continuem para que eles possam ter todo o dinheiro necessário. A viagem está marcada para o próximo dia 13 de novembro.

Segundo o pai, mais de 3 mil crianças já passaram pela cirurgia e os resultados são fantásticos. "É um milagre o que esses médicos têm feito, e eu tenho muita fé que o Kaká também vai voltar de lá já andando de muleta. Essa é a promessa do médico que irá operá-lo", disse.

O pai contou também que, nesta semana, muitas crianças da cidade abriram mão de seus presentes para doar a quantia ao Kaká. "Eu fiquei muito emocionado e agradecido quando pais e avós me ligaram dizendo que seus filhos e netos queriam doar o valor de seus presentes ao meu filho. Sou realmente muito grato e peço a Deus que abençoe a cada uma das famílias que estão nos ajudando".

A campanha na internet mobilizou famílias de vários estados. "Além de Goiás, tivemos muita ajuda de pessoas do Distrito Federal, Mato Grosso, São Paulo e outros estados", concluiu o Luciano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos