Tuberculose mata 1,6 milhão de pessoas no mundo, diz OMS

Monica Grayley

Da ONU News, em Nova Iorque*

  • BBC

A OMS (Organização Mundial da Saúde) divulgou nesta segunda-feira (30) um relatório alertando para o número de casos de tuberculose no mundo. No ano passado, mais de 1,6 milhão de pessoas perderam a vida para a doença.

Dos países de língua portuguesa Angola, Brasil e Moçambique estão entre as 20 nações com o maior número de casos. Fazem parte da lista ainda China, Coreia do Norte, Nigéria, Paquistão e Rússia, entre outros.

Subnutrição é a principal causa

O Brasil também se encontra entre os seis países com altos números de casos de tuberculose e HIV ao lado do Congo, de Gana, da Guiné-Bissau, da Indonésia e da Libéria.

O relatório revela que das 10,4 milhões de notificações, no ano passado, quase 20% eram devido à subnutrição, 1 milhão por causa do HIV e 1,6 milhão devido à diabetes e ao fumo combinados.

A maioria dos óbitos por tuberculose, 1,3 milhão, ocorre em pacientes que não têm HIV.

A OMS divide os casos de tuberculose em três grupos: o de pacientes que somente têm a doença, outro de pessoas com HIV e tuberculose e um terceiro sobre a tuberculose resistente a medicamentos. Dos países de língua portuguesa, Angola e Moçambique integram os três quadros. Já Guiné-Bissau integra o grupo de pessoas que têm a doença associada ao vírus da Aids.

Países desenvolvidos não escapam

A doença também afeta países desenvolvidos com o movimento migratório e cada vez mais trânsito entre cidadãos de várias partes do mundo. A OMS informou que foram notificados casos em seis países: França, Japão, Holanda, Portugal, Coreia do Sul e Eslováquia.

Segundo o documento, dentre os países que estão respondendo bem à doença são África do Sul, Brasil, Indonésia, Tailândia e Vietnã.

A agência da ONU revela ainda que dos países com altos índices de tuberculose e altos níveis de tratamento no ano passado com taxas superiores a 80% estão Brasil, China, Rússia, Vietnã e Zimbábue.

No próximo ano, a OMS deve receber dados atualizados sobre a incidência de novos casos em 10 países incluindo Índia, Moçambique, África do Sul, Vietnã e Mianmar.

Segundo o estudo da OMS, a doença é a nona maior causa de morte em todo o mundo. Em 2016, mais de 1,6 milhão de pessoas morreram de tuberculose. Mais de 10 milhões contraíram a doença. Cinquenta e seis por cento delas estavam em cinco países: Índia, Indonésia, China, Filipinas e Paquistão.

Angola, Brasil e Moçambique estão entre os 20 países com o maior número de casos.

Para a OMS, a tuberculose resistente a medicamentos continua sendo uma ameaça. No ano passado, 600 mil novos casos eram resistentes ao medicamento padrão mais eficaz.

A agência da ONU afirmou, no entanto, que em todo o mundo a taxa de mortalidade da doença está caindo a 3% ao ano e a incidência a cerca de 2% ao ano. O estudo afirma ainda que 16% dos pacientes morrem por causa da doença.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos