Vai viajar no Carnaval? Hora de tomar vacina contra a febre amarela é agora

Do UOL, em São Paulo

Quem pretende passar o Carnaval em cidades de São Paulo, Minas Gerais, Rio e Bahia precisa tomar dois cuidados agora: olhar se o destino é área de risco de transmissão de febre amarela e, em caso afirmativo, tomar a vacina.

Para garantir a proteção, tanto a dose única quanto a fracionada deve ser aplicada com, pelo menos, 10 dias de antecedência à viagem, tempo necessário para o organismo produzir os anticorpos contra a doença.

A orientação é apenas para quem vai para as áreas com recomendação e nunca tomou a vacina. Quem já tiver tomado uma dose ao longo da vida, não precisa mais se vacinar.

Em São Paulo e no Rio de Janeiro, está em curso uma campanha de vacinação com doses fracionadas, que equivalem a 1/5 da dose padrão. A diferença é que a dose integral imuniza para a vida toda, enquanto a fracionada protege por ao menos oito anos.

Já a área com recomendação de vacinação no país engloba cidades de 20 Estados e o Distrito Federal. Para quem vai se deslocar no período do Carnaval para uma dessas áreas, a recomendação do Ministério da Saúde é buscar a imunização até o fim de janeiro.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, as áreas que merecem maior cuidado são as que possuem maior número de casos da doença.

São elas o município de Valença, que teve 13 casos registrados e quatro mortes; Teresópolis, com quatro casos e duas mortes; Nova Friburgo e Miguel Pereira, com um caso e uma morte cada; e Petrópolis, Duas Barras, Rio das Flores e Vassouras, com um caso cada uma. Em Niterói, foi confirmado um caso em macaco.

Já a Secretaria de Saúde de Minas Gerais informa que o Estado é área de recomendação de vacinação em todo o seu território há mais de dez anos. Toda pessoa acima de nove meses de vida que mora ou vai viajar para Minas Gerais deve tomar a vacina.

Na Bahia, a campanha com dose fracionada terá início no dia 19 de fevereiro. Ao todo, 77 municípios adotarão a estratégia de fracionamento.

Viajantes internacionais, que devem apresentar comprovante de viagem no ato da vacinação, precisam tomar a dose integral.

Leia também: 

Vacinação fracionada

A vacinação fracionada é recomendada para pessoas a partir dos dois anos de idade. Mas não é indicada para crianças de 9 meses a dois anos, para pessoas com condições clínicas especiais (como vivendo com HIV ou em período final de quimioterapia, por exemplo) e gestantes.

Durante a campanha de vacinação, todos esses públicos receberão a dose normal.

Reações adversas

A vacina para a febre amarela é a medida mais importante para prevenção e controle da doença, e confere proteção entre 90% e 98%, além de ser reconhecidamente eficaz e segura. Entretanto, assim como qualquer vacina ou medicamento, pode causar eventos adversos, que são raros.

A vacina contra a febre amarela é contraindicada para pacientes em tratamento de câncer, pessoas com imunossupressão e pessoas com reação alérgica grave à proteína do ovo. A vacinação contra febre amarela impede a doação de sangue por um período de quatro semanas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos