Topo

PF investiga grupo que vendia produto conhecido como "Pílula do Câncer"

Polícia Federal apreende remédios irregulares na Operação Placebo - Divulgação/Polícia Federal
Polícia Federal apreende remédios irregulares na Operação Placebo Imagem: Divulgação/Polícia Federal

Do UOL, em São Paulo

04/09/2019 11h45

A Polícia Federal cumpriu na manhã de hoje (04) três mandados de busca e apreensão em Curitiba como parte da Operação Placebo, que visa desarticular um grupo criminoso que produz e introduz no país um remédio, supostamente para fins terapêuticos ou medicinais, à base de Fosfoetanolamina.

Segundo comunicado da entidade, o medicamento não possui registro nos órgãos competentes, o que faz com que sua introdução e venda no Brasil seja enquadrada como crime previsto pelo Código Penal.

Ainda de acordo com a PF, a investigação começou após uma denúncia recebida pela Polícia Federal no Paraná. A perícia realizada pela polícia durante a investigação não constatou a presença da substância fosfoetanolamina nos comprimidos.

Mais Saúde