PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Índios fecham terras por conta própria para evitar contágio com coronavírus

15.abr.2020 - Indígenas fazem bloqueio de áreas para evitar covid-19 - Comissão Pastoral da Terra / Redes sociais
15.abr.2020 - Indígenas fazem bloqueio de áreas para evitar covid-19 Imagem: Comissão Pastoral da Terra / Redes sociais

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em Maceió

15/04/2020 19h40

Em ao menos 12 estados, índios de várias etnias fecharam o acesso a suas terras por conta própria para evitar a chegada do novo coronavírus. Os povos que vivem nas aldeias são mais vulneráveis a epidemias virais e temem que os casos de covid-19 avancem pelos territórios.

Segundo levantamento do Observatório do Agronegócio no Brasil, há barreiras feitas por 23 etnias nos seguintes estados: Acre, Bahia, Maranhão, Pará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Minas Gerais, Paraná, Roraima, Rondônia e Santa Catarina.

"Por enquanto não temos nenhum suspeito, nem confirmado aqui, mas nós estamos fechando a aldeia para não deixar o pessoal de fora entrar e contaminar", diz ao UOL o cacique Almir Narayamoga, do povo Suruí, que vive em Rondônia.

Ele afirma que a iniciativa foi comunicada à Funai (Fundação Nacional do Índio) e ao DSEI (Distrito Sanitário Especial Indígena).

Cinco mortes

Segundo boletim da Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena), até a terça-feira (14) havia 17 casos confirmados em terras indígenas.

A Associação de Servidores da Funai fala em cinco mortes de indígenas por conta da covid-19 no país: três no Amazonas, uma no Pará e outra Roraima —essa última de um adolescente ianomâmi que vivia em terras indígenas.

A associação pede que seja formado um comitê de crise, sob articulação do MPF (Ministério Público Federal), para proteger povos indígenas.

A entidade também quer que a Funai e a Sesai "sejam incorporadas ao Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública, junto ao Ministério da Saúde, inclusive a fim de apoiar a inclusão de dados que orientem as políticas públicas no Boletim Epidemiológico."

Funai critica bloqueios

Em nota, a Funai afirma que "indígenas não devem bloquear as estradas de acesso às aldeias durante a pandemia do novo coronavírus" e diz que "obstruções podem comprometer a circulação de pessoas e o abastecimento nessas regiões".

"No mês de março, a Funai já havia suspendido as autorizações de entrada em terras indígenas de todo o país de forma a evitar a disseminação do vírus, uma vez que as populações indígenas se encontram no grupo de risco de contaminação. A regra só não vale para serviços essenciais, como atendimento de saúde", afirma a instituição.

Ainda segundo a Funai, para evitar o contágio pela covid-19, recomenda-se que os indígenas não deixem as aldeias. "O órgão está articulando, junto a outros setores do governo, a entrega de cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade social. O objetivo é garantir a segurança alimentar dessas populações", finaliza.

O Ministério da Saúde decidiu antecipar a vacinação dos povos indígenas contra a Influenza para ontem.

Coronavírus