PUBLICIDADE
Topo

PA: governador analisa pandemia e diz que 'população tem que ajudar'

19.mar.2020 - O governador do Pará, Helder Barbalho (DEM-PA), durante anúncio de ações contra o novo coronavírus - Bruno Cruz/Futura Press/Estadão Conteúdo
19.mar.2020 - O governador do Pará, Helder Barbalho (DEM-PA), durante anúncio de ações contra o novo coronavírus Imagem: Bruno Cruz/Futura Press/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

08/07/2020 23h08

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), explicou hoje nas redes sociais que a mudança de estrutura na Policlínica e no Hospital Abelardo Santos, em Belém, não significa que o coronavírus deixou de ser uma ameaça no estado.

Ele também afirmou que o governo não pode ser responsável por tudo e que a "população tem que ajudar". Atualmente, segundo o governador, o estado tem um índice de 64% para ocupação de leitos e menos de 40% dos leitos clínicos estão relacionados à covid-19.

"Então, tudo o que fizemos em termos de fechamento ou de abertura, foi baseado em números, pesquisas e na ciência. Nós não viramos a chave. E é preciso lembrar que começamos a sair do lockdownfaz um mês. Quero dizer também que governo sozinho não faz nada. A população tem que ajudar", afirmou.

O Pará tem mais de 118 mil casos confirmados do coronavírus e 5.169 mortes.

Coronavírus