PUBLICIDADE
Topo

Irmãs de 100 e 96 anos viram exemplo ao se recuperarem da covid-19 no MS

As irmãs Dirce Bastos Hass (de blusa marrom), 100 anos, e Myrthes Bastos (de casaco preto e camisa clara), 96, contraíram covid-19 ao mesmo tempo, mas se recuperaram - Divulgação/Prefeitura de Corumbá
As irmãs Dirce Bastos Hass (de blusa marrom), 100 anos, e Myrthes Bastos (de casaco preto e camisa clara), 96, contraíram covid-19 ao mesmo tempo, mas se recuperaram Imagem: Divulgação/Prefeitura de Corumbá

Do UOL, em São Paulo

30/07/2020 10h46

Duas irmãs idosas se tornaram exemplo de superação após se recuperarem da covid-19. Dirce Bastos Hass, 100, e Myrthes Bastos, 96, são vizinhas em Corumbá (MS) e contraíram a doença ao mesmo tempo.

De acordo com informações da prefeitura da cidade, Myrthes apresentou os primeiros sintomas da doença, como febre, tosse e cansaço, e as duas fizeram o teste para detectar o coronavírus —elas se visitam diariamente e frequentemente sentam-se juntas na varanda para tomar um ar e ver o movimento da rua.

Dois dias após, em 29 de junho, o resultado do teste das irmãs deu positivo. "Elas foram tratadas com muita hidratação, repouso, e vitamina C. Não fizeram uso de outros medicamentos, apenas tratou-se os sintomas. Claro que, devido à idade, elas demoraram mais dias para se recuperar", afirmou o enfermeiro, Franz Martins Eger, que coordena a equipe Home Care, que assiste as irmãs.

Myrthes afirmou que ficou mais de 15 dias ruim, fraca, sem olfato e paladar, mas que nunca achou que perderia a vida para a doença.

"Nunca fui pessimista. Enquanto há vida há esperança, nem lembro a minha idade, não se pode ficar desanimada", disse.

Até ontem às 15h, último boletim divulgado pela prefeitura, Corumbá somava 1.166 casos oficiais de covid-19 e 35 mortes por causa da doença.

Coronavírus