PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

São Paulo tem menor índice de ocupação de UTI desde junho, diz secretário

Paciente com covid-19 é atendido na UTI do Hospital Tide Setubal, na zona leste de São Paulo - Eduardo Anizelli/Folhapress
Paciente com covid-19 é atendido na UTI do Hospital Tide Setubal, na zona leste de São Paulo Imagem: Eduardo Anizelli/Folhapress

Felipe Pereira, Patrick Mesquita e Rafael Bragança

Do UOL, em São Paulo

21/09/2020 13h24

São Paulo registrou hoje índices de ocupação de leitos de UTI de 47,7% no estado e 47% na Grande São Paulo. Estes são os menores números desde a criação do plano de retomada das atividades econômicas, em junho. Os dados foram apresentados pelo secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, a queda foi impulsionada pelo baixo número de ocupação de leitos na capital e Grande São Paulo. Ele, no entanto, pediu que a população respeite as medidas de prevenção previstas plano de retomada.

"É fundamental que a gente siga melhorando esses índices com respeito às regras do Plano São Paulo, para que não tenha aglomerações, com o uso de máscaras, que a Baixada Santista e o interior possam seguir com a melhora, que foi mais contundente na capital e Grande São Paulo", afirmou Vinholi em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

O governo também disse que o estado registrou 33.984 mortes pela doença causada pelo novo coronavírus e 937.332 casos confirmados de contaminação.

Segundo dados do boletim estadual da covid-19, o estado registrou entre domingo (20) e os últimos sete dias variação positiva dos casos confirmados de 17,8% e dos óbitos de 7,4%, em comparação com o mesmo período anterior. O aumento do número de mortes reverte a tendência de queda registrada nas últimas cinco semanas. Já as internações tiveram variação negativa de 2,7% no estado. Na capital, houve alta de 19,9% nos casos confirmados na mesma comparação. Mortes tiveram queda de 0,9% e as internações, de 6,8%.

*Com informações da Agência Estado.

Coronavírus