PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Governo do Pará proíbe funcionamento de bares e festas para conter a covid

O governador Helder Barbalho (MDB-PA), decretou que a medida passa a valer a partir de hoje, em todo estado - Alan Santos/PR
O governador Helder Barbalho (MDB-PA), decretou que a medida passa a valer a partir de hoje, em todo estado Imagem: Alan Santos/PR

Do UOL, em São Paulo

21/01/2021 10h28Atualizada em 21/01/2021 12h38

Novas medidas restritivas foram adotadas no Pará, por meio de um decreto emitido pelo governo, com o objetivo de evitar que o sistema de saúde local entre em colapso em função do aumento de contágios pela covid-19, semelhante ao que está acontecendo em cidades do estado com que faz fronteira, o Amazonas.

A partir de hoje, as regiões metropolitanas de Belém, do Marajó Oriental e do Baixo Tocantins saem da bandeira verde e retornam para a amarela, que representa risco intermediário de disseminação do vírus. Também ficam proibidas festas, shows e funcionamento de bares. A decisão foi anunciada ontem, nas redes sociais do governador Helder Barbalho (MDB-PA).

"Temos acompanhado o início da pressão sob o sistema de saúde. Fazendo uma recuperação da memória do primeiro ciclo viral, em março [de 2020] e seguiu para o estado do Pará. Por essa razão, nós estamos a partir de hoje com um decreto em que todo estado do Pará, independente de bandeiramento, estão proibidos festas, shows e bares", explicou o governador do Pará em entrevista ao Bom Dia Pará, da TV Globo.

Diferente dos bares e casas de show, os restaurantes poderão funcionar até meia-noite, cumprindo com o regramento de espaço entre as mesas e de ocupação. Segundo Helder Barbalho, as medidas preventivas foram adotadas para evitar que haja um fechamento mais amplo, como o lockdown. Em 15 dias será feita uma reavaliação e o governo vai decidir se as medidas permanecem.

"Esta medida é uma medida preventiva. Todos nós estamos assistindo o que está acontecendo no estado vizinho, Amazonas. Por esta razão, desde a semana passada, nós mudamos o bandeiramento na região do Baixo Amazonas, que faz fronteira com o estado vizinho, exatamente elevando para o bandeiramento vermelho e com isso sinalizando a necessidade de medidas restritivas para proteger a população", disse o governador.

Decreto

As determinações anunciadas por Helder Barbalho foram atualuzadas por meio do Decreto Estadual 800/2020, com publicação prevista para hoje. A última alteração legislativa data de 15 de janeiro, quando houve mudança no bandeiramento da região do Baixo Amazonas, que saiu da fase laranja para a vermelha, mais restritiva. A região faz fronteira com o estado do Amazonas.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado anteriormente na legenda da imagem, o governador Helder Barbalho é do MDB, e não do DEM. A informação foi corrigida.

Coronavírus