PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Prefeito de Campinas cobra Doria: 'não é assim que se trata a pandemia'

Dário Saadi disse que o atendimento de saúde de Campinas está perto do colapso - Reprodução/Facebook
Dário Saadi disse que o atendimento de saúde de Campinas está perto do colapso Imagem: Reprodução/Facebook

Colaboração para o UOL

03/03/2021 08h39Atualizada em 03/03/2021 20h49

O prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos), decretou ontem que a cidade paulista entrou na fase vermelha do Plano São Paulo de combate contra a covid-19. Isso significa que apenas serviços essenciais podem ficar abertos. Dário espera que o governador do estado, João Doria, tome atitude parecida e melhore a coordenação da crise.

"Entendo que o governo do estado teria que tomar uma atitude de protagonismo e liderança, porque vivemos em um sistema de regulação do estado. Então o estado tem que assumir a responsabilidade. O governo federal infelizmente não faz a coordenação. Agora só falta o estado deixar para cada município resolver", afirmou, em entrevista à CNN Brasil.

O prefeito explicou que a região de Campinas é conurbada, ou seja, tem poucas diferenças nos limites com outros municípios. Por isso, segundo ele, é preciso um plano maior de contingência. Existe a expectativa que o João Doria anuncie hoje a entrada de mais regiões, ou até do estado inteiro, na fase vermelha. Dário afirmou que não entende os critérios do Plano São Paulo.

"Não entendo Campinas ficar em fase laranja, como o estado vinha colocando até ontem. O governo do estado teve postura firme no ano passado e foi até criticado pelo exagero às vezes. Mas agora, nessa fase mais aguda, o estado não pode se omitir. Não é assim que se trata a pandemia em um país sério", cobrou o prefeito de Campinas.

Outra cobrança foi feita a respeito da abertura de leitos de UTI. Segundo Dário, no auge da pandemia, Campinas tinha 93 leitos bancados pelo estado, mas atualmente só tem 30.

Horas depois da declaração do prefeito, Doria anunciou a entrada de todo o estado inteiro na fase vermelha, a faixa mais restritiva do "Plano São Paulo.

Secretário estadual responde prefeito

O secretário estadual Desenvolvimento Regional de São Paulo, Marcos Vinholi, rebateu as críticas de Saadi direcionadas ao governo do estado. Vinholi afirmou que o prefeito "muda muito de opinião" e que Dória vem tomando as medidas necessárias.

"Fala inadequada do prefeito, o governador João Doria há mais de 12 meses faz um trabalho focado na ciência e toma as medidas necessárias para isso. Obviamente, ouvindo e pactuando com aqueles que estão na ponta, que são os prefeitos", disse.

Ontem, o governador reuniu-se virtualmente com mais de 600 prefeitos do estado para um diálogo sobre as medidas que seriam tomadas pelo governo estadual.

"É fundamental que o prefeito colabore, construa em conjunto essa superação do momento mais agudo da pandemia, nós aqui do estado estaremos sempre focando nessa parceria pra que a gente possa salvar vidas", concluiu Vinholi.

Saúde