PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Brasil atinge 7,3 milhões de vacinados contra covid, 3,47% da população

Até agora, 7,3 milhões de brasileiros receberam pelo menos uma dose de vacina contra a covid-19 - Arthur Stabile/UOL
Até agora, 7,3 milhões de brasileiros receberam pelo menos uma dose de vacina contra a covid-19 Imagem: Arthur Stabile/UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/03/2021 20h10Atualizada em 04/03/2021 08h42

O Brasil atingiu hoje 7,3 milhões de vacinados contra a covid-19. Até agora, 7.351.265 pessoas receberam pelo menos uma dose de vacina no país. O número equivale a 3,47% da população nacional. O levantamento é do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte, com base nos dados fornecidos pelas secretarias estaduais de saúde.

De ontem para hoje, a primeira dose de vacina foi aplicada em 245.118 pessoas. Já 136.868 brasileiros receberam a segunda dose de imunizante nas últimas 24 horas.

No total, 2.303.850 pessoas receberam as duas doses de vacina, seguindo a recomendação dos laboratórios que produzem a CoronaVac e a Oxford/AstraZeneca. O número corresponde a somente 1,09% da população do país.

Mesmo sem informar dados atualizados hoje, o Amazonas permanece como o estado que, proporcionalmente, tem o maior número de vacinados. São 254.134 habitantes que receberam pelo menos uma dose de vacina, correspondente a 6,04% da população do estado. O Pará continua na última posição, com a aplicação da 1ª dose em apenas 1,68% de seus habitantes.

Mato Grosso do Sul se mantém na liderança entre os estados que mais aplicaram as duas doses proporcionalmente: 1,91% de sua população.

Especialistas criticam o ritmo de vacinação no Brasil, considerado ainda muito lento. No ranking da Universidade Johns Hopkins, o país aparece em 41º lugar na proporção de pessoas totalmente vacinadas. No cenário atual, demoraria 4 anos para o país atingir a imunidade coletiva. Enquanto isso, os números de casos e mortes pela doença voltam a crescer em ritmo acelerado.

Em reunião na tarde de hoje, a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) criticou a velocidade da imunização em toda a América Latina. Segundo a organização, a lentidão favorece o surgimento de variantes ainda mais perigosas.

Governo federal decide comprar doses das vacinas da Pfizer e da Janssen

O governo federal definiu hoje que firmará um acordo para comprar doses de mais duas vacinas contra a covid-19. Os imunizantes da Pfizer/BioNTech e da Janssen, que é a divisão farmacêutica do grupo Johnson & Johnson, serão comprados pelo Ministério da Saúde por determinação do chefe da pasta, o ministro Eduardo Pazuello.

A vacina da Pfizer é a única que já teve o registro definitivo aprovado no país pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A CoronaVac e a AstraZeneca têm liberação para uso emergencial.

O anúncio ainda será feito de forma oficial pelo Ministério da Saúde. Pazuello afirmou em reunião com representantes da CNM (Confederação Nacional dos Municípios) à tarde que poderia fechar o acordo com a Pfizer ainda hoje e divulgou que o acordo seria de 100 milhões de doses.

O ministro também se reuniu durante o dia, de forma virtual, com representantes da Pfizer, incluindo a presidente da farmacêutica no Brasil, Marta Díez. A intenção foi debater detalhes do contrato a ser firmado entre as partes.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes de autoridades e do próprio presidente durante a pandemia colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Você utiliza a Alexa? O UOL fornece informações à inteligência artificial por voz da Amazon, com boletins de notícias e dados atualizados do número de brasileiros vacinados contra a covid-19. Para saber sobre a vacinação no país ou no seu estado com a credibilidade do UOL, pergunte: "Alexa, quantas pessoas já foram vacinadas no Brasil?", por exemplo, ou "Alexa, quantas pessoas foram vacinadas?". Nos encontramos lá!

Coronavírus