PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Após RJ, BH também volta a vacinar gestantes e puérperas com comorbidades

Prefeitura de Belo Horizonte volta a vacinar gestantes e puérperas com comorbidades - JURANIR BADARó/ESTADÃO CONTEÚDO
Prefeitura de Belo Horizonte volta a vacinar gestantes e puérperas com comorbidades Imagem: JURANIR BADARó/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

12/05/2021 11h19Atualizada em 12/05/2021 11h21

A Prefeitura de Belo Horizonte informou hoje que retoma a vacinação para gestantes e puérperas (mulheres que deram à luz há até 45 dias) com comorbidades a partir de 18 anos, desde que completos até 31 de maio.

No momento, só poderão se vacinar mulheres que tenham feito o cadastro no site da prefeitura até 3 de maio. Serão aplicados os imunizantes da Pfizer e da CoronaVac.

Seguindo orientação da Anvisa, estados de todo o Brasil suspenderam ontem a vacinação para grávidas e puérperas com AstraZeneca/Oxford —o Ministério da Saúde investiga morte de uma gestante vacinada com o imunizante no Rio de Janeiro, mas ressaltou que "a ocorrência de eventos adversos é extremamente rara e inferior ao risco apresentado pela covid-19".

A morte que provocou a suspensão da aplicação da vacina foi causada por um AVC (Acidente Vascular Cerebral) hemorrágico. A mulher estava grávida de 23 semanas e foi hospitalizada no dia 5 de maio. O bebê morreu na quinta (6), e a mãe na última segunda-feira (10).

RJ também retoma vacinação

Ontem, a Prefeitura do Rio de Janeiro também anunciou que gestantes e puérperas com comorbidade voltarão a ser vacinadas contra a covid-19. "Por orientação do Ministério da Saúde, serão aplicadas apenas as vacinas Pfizer e CoronaVac, de acordo com a disponibilidade", informou.

Para receber a aplicação, segundo a prefeitura do Rio, é necessário apresentar laudo médico detalhado justificando a recomendação e avaliação da relação risco-benefício para a vacinação, além da assinatura do termo de esclarecimento, disponível no site da Prefeitura do Rio.

Coronavírus