PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Bebê de 11 meses morre à espera de leito de UTI em hospital do Recife

Bebê de 11 meses morre à espera de leito de UTI na emergência do Hospital Barão de Lucena, no Recife - Divulgação/Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco
Bebê de 11 meses morre à espera de leito de UTI na emergência do Hospital Barão de Lucena, no Recife Imagem: Divulgação/Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco

Do UOL, em São Paulo

24/05/2022 11h44Atualizada em 25/05/2022 07h11

Um bebê de 11 meses morreu à espera de um leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) na emergência pediátrica do Hospital Barão de Lucena, no Recife. O estado de Pernambuco sofre com a falta de leitos infantis, segundo o Ministério Público.

Em nota ao UOL, a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco informou que o bebê foi internado no sábado (21) com insuficiência respiratória, mas ontem apresentou um quadro de bradicardia e sofreu uma parada cardíaca.

Também foi informado que o bebê nasceu prematuro, com 28 semanas, e passou três meses internado em UTI Neonatal. Ele estava na UPA do Curado e foi transferido ao Hospital Barão de Lucena com diagnóstico de bronquiolite viral aguda, anemia e pneumonia.

"O paciente foi intubado e colocado em ventilação mecânica. O paciente já estava com acesso venoso central, por onde recebia as medicações. Nesta segunda (23), infelizmente, apresentou bradicardia, tendo parada cardíaca, sem resposta às manobras", diz trecho da nota da Secretaria de Saúde do Pernambuco.

"A direção da unidade se solidariza com a família nesse momento de dor."

Procurado pelo UOL, o Ministério Público declarou que uma denúncia sobre a morte do bebê de 11 meses será encaminhada à Central de Inquéritos do MPPE para instauração de investigação, "com a apuração da causa do óbito e responsabilização dos responsáveis, se for o caso".

Em lista atualizada hoje (24), o Ministério Público afirmou que 73 crianças aguardam vaga em leito de UTI Infantil. Outras 15 estão na fila da UTI Neonatal.

Apenas no plantão de domingo, o órgão registrou quatro pedidos novos de vaga de leitos de UTI Neonatal/Pediátrica. Três para a rede pública e um para internação hospitalar após o seguro negar a solicitação alegando período de carência.

Saúde