Morre voluntário francês após teste de medicamentos

Em Rennes (França)

Um homem em estado de morte cerebral faleceu na França neste domingo, disse o hospital onde ele estava sendo tratado.

O hospital em Rennes, na França, disse em comunicado que outros cinco voluntários tinham condições estáveis depois que foram admitidos na semana passada. No entanto, podem ficar com prejuízos cerebrais. 

No total, 90 pessoas fizeram parte de uma pesquisa do medicamento feito pela companhia farmacêutica portuguesa Bial, que pretende tratar questões de humor e ansiedade, bem como desordens de movimentos ligados a fatores neurológicos.

O teste realizado em um centro de pesquisas perto de Rennes envolveria um produto analgésico à base de cannabis, segundo uma fonte com conhecimento da situação. O ministério da Saúde da França não confirmou qual substância foi utilizada.

Ainda não se sabe o que causou a tragédia, disse François Peaucelle, diretor da Biotrial, companhia que conduziu as pesquisas para a Bial.

Os casos de pesquisas clínicas com resultados desastrosos nas primeiras etapas de desenvolvimento são raros, mas não são inéditos. Em 2006, seis voluntários saudáveis provaram um medicamento experimental em Londres e terminaram em cuidados intensivos.

 

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos