PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus se espalha, e passageiros começam a deixar navio no Japão

16.fev.2020 - Ônibus se aproximam do navio de cruzeiro Diamond Princess, atracado na Baía de Yokohama, no Japão, para retirar os passagiros que estavam isolados devido à epidemia do coronavírus - Behrouz Mehri/AFP
16.fev.2020 - Ônibus se aproximam do navio de cruzeiro Diamond Princess, atracado na Baía de Yokohama, no Japão, para retirar os passagiros que estavam isolados devido à epidemia do coronavírus Imagem: Behrouz Mehri/AFP

Por Tetsushi Kajimoto e Ju-min Park

16/02/2020 13h10

Centenas de passageiros preparavam-se para deixar um navio de cruzeiro, neste domingo, depois de passarem duas semanas sob quarentena no Japão por causa do coronavírus, e os norte-americanos a bordo devem voltar para casa em aviões fretados a partir da noite deste domingo.

Mais 70 pessoas a bordo do Diamond Princess testaram positivo para o vírus neste domingo, levando o total de casos no navio a 355, a maior quantidade fora da China.

Canadá, Coreia do Sul, Hong Kong e Itália seguiram os Estados Unidos e anunciaram voos para levar de volta para casa seus cidadãos que estão no navio, em quarentena desde 3 de fevereiro.

Os países disseram que os passageiros têm que estar sem sintomas para embarcar nos voos e devem passar por quarentena quando chegarem.

Um anúncio do capitão pelos alto-falantes, neste domingo, informou que os convidados norte-americanos que quiserem desembarcar poderiam fazê-lo às 21h (horário local).

"Saindo em algumas horas. Sem detalhes. Posso estar indo para o Texas ou para o Nebraska", disse Gay Courter, uma das passageiras americanas a bordo, à Reuters. Ela disse que espera passar mais duas semanas em quarentena em solo norte-americano.

EUA retiram cidadãos de navio japonês em quarentena

Saúde