Miss Mundo Brasil 2011

Concurso de beleza que escolhe a representante brasileira para o Miss Mundo

  • Imagem: Rodrigo Paiva/UOL

12/08/2011 - 10h51

Miss Mundo Brasil 2010 diz que a chave é usar a beleza e a coroa a seu favor

Bárbara Paludeti
Do UOL Tabloide
Em Angra dos Reis (RJ)
  • Ser miss tem pontos negativos sim, você acaba ficando muito exposta, comenta Kamilla

    "Ser miss tem pontos negativos sim, você acaba ficando muito exposta", comenta Kamilla

Quiz Missólogo

  • Arte UOL

    Você sabe tudo de concursos de misses? Faça o teste aqui!

Após um ano de reinado, o que será que muda na vida de uma jovem beldade que foi eleita miss? A Sub da Sub conversou com Kamilla Salgado, eleita Miss Mundo Brasil 2010, para entender o que muda na vida de uma garota que, de repente, se vê uma figura pública.

Para ela, a grande chave é ser esperta a ponto de usar a beleza, a simpatia e o título de miss para aproveitar todas as chances que aparecem pela frente.

Segundo a Miss Mundo Brasil 2010, a mudança de vida foi bem grande, mas a coroa proporcionou oportunidades que ela não desperdiçou como, por exemplo, ter um programa de TV. E saiba você, internauta, que ser miss também tem seus pontos negativos, a exposição excessiva fez com que a beldade perdesse muito da privacidade e acabou atrapalhando no quesito relacionamentos.

Quando questionada sobre dicas para as futuras misses, Kamilla é certeira: “seja você mesma e persista no sonho”. Fica a dica, meninas.

Leia a entrevista completa:

UOL Tabloide - Você acha que a sua vida mudou após ser eleita? Em quê?
Kamilla Salgado: Com certeza, minha vida mudou completamente, foi um ano de muitas conquistas. A minha vida mudou da água para o vinho, tive que mudar para São Paulo, tive que aprender a me virar sozinha, a fazer as coisas com as minhas próprias mãos, sem papai e mamãe do lado, foi um crescimento muito grande como pessoa. Fui para o Miss Mundo e coisas incríveis aconteceram lá, a minha atuação foi maravilhosa, porque conversei com meninas do mundo inteiro, fiz amizades com culturas totalmente diferentes da minha. Daí em diante, comecei a viajar, foram vários países. No lado profissional, o concurso me abriu muitas portas, tive a oportunidade de iniciar uma carreira internacional como modelo. Fora isso, teve o “Alto Astral”, que é um programa de entretenimento que apresento no Pará. Tem acontecido coisas maravilhosas depois que eu ganhei o Miss Mundo Brasil, e a partir de agora é só tocar para frente e aproveitar todas as oportunidades que estão aparecendo, porque o pontapé inicial, que foi o concurso, já foi dado.

UOL Tabloide - Após um ano de reinado, me diga: o que é mais importante para ser eleita miss... Beleza, simpatia ou conteúdo?
Kamilla: Deste conjunto de características é um pouquinho de cada, não basta ter só beleza, só conteúdo ou ser só simpática, tem que ter um pouco de cada, mas acho que, principalmente, você tem que ser muito esperta no sentido de usar o que tem de melhor – sua beleza, simpatia, postura, seu conhecimento, para aproveitar tudo o que vai aparecendo pela frente. Esse é o ponto, essa é a chave.

UOL Tabloide - O que você fez durante seu ano como miss que não teria feito em outra ocasião?
Kamilla: Usei muito a minha imagem pública de miss em prol de ações sociais. E isso é uma coisa que me orgulho muito no meu reinado, e tenho certeza que a próxima miss vai se inspirar nas minhas ações, isso foi maravilhoso, eu me sinto orgulhosa desse feito.

UOL Tabloide – Você acha essa parte social importante?
Kamilla: Ah, eu acho, porque é um diferencial do concurso, a gente tem vários concursos de beleza por aí, mas esse [o Miss Mundo Brasil], além da beleza, mexe muito com o propósito da candidata. E isso é fantátisco, porque quando você mexe com uma representante de um país, uma pessoa pública, você tem que levar a sua imagem para o lado mais positivo possível, e acho que nada mais positivo do que ajudar o próximo.

UOL Tabloide - Cite pontos positivos na vida de uma miss.
Kamilla: Os pontos mais positivos são poder conhecer culturas diferentes, países diferentes, conhecer pessoas que vão te encaminhar, abrir portas e, além disso, você usar a sua imagem, de representante brasileira, para ajudar o seu país em ações sociais, as pessoas que estão precisando, isso é o mais positivo possível.

UOL Tabloide – E os pontos negativos?
Kamilla: Tem pontos negativos sim, você acaba ficando muito exposta. Todo mundo acaba sabendo um pouquinho da sua vida, não tem mais tanta privacidade quanto tinha, principalmente em termos de relacionamento. Você tem que ficar toda hora arrumada, você sai daquela vida anônima para virar uma pessoa pública. Mexe muito com a sua cabeça, você não pode engordar, para uma miss que não tem uma cabeça formada, no lugar, é complicado lidar com isso. Essa exposição grande é o lado negativo.

UOL Tabloide - O que pretende fazer depois de passar a coroa e a faixa adiante?
Kamilla: Pretendo crescer com o meu programa de TV, e como sou muito sonhadora, quero transformar esse sonho de ser apresentadora em realidade, e ser uma apresentadora de sucesso mesmo, e o que puder fazer para conquistar esse sonho, vou atrás.

UOL Tabloide - Dê dicas para as meninas que pretendem ser misses.
Kamilla: A dica é seguir seu coração, o seu sonho. Se você quer mesmo isso, investe, vai atrás, procure profissionais para te ajudar, treine passarela, tudo o que você puder, porque acho que quando a gente tem um sonho na nossa vida, ele não se realiza se a gente não correr atrás. A vida perde o sentido se a gente não estiver correndo atrás dos nossos sonhos. Então, se você quer ser miss, tem que correr atrás do seu sonho sim, persistir e, principalmente, ser autêntica, espontânea, ser você mesma o tempo todo.

Veja mais

Hospedagem: UOL Host