Premiê italiano chora e dá dinheiro a prostitutas

Da Redação
Em São Paulo

O premiê italiano, Silvio Berlusconi, que tinha declarado guerra à prostituição no país, se reuniu nesta quinta-feira com duas ex-prostitutas e, de tão amolecido que ficou pela lábia das moças, deu às duas o equivalente a US$ 2.286.

Um sacerdote tinha levado as meninas para falar com o político. Ele queria que elas explicassem a Berlusconi como é dura a vida numa casa de tolerância...

O primeiro-ministro ficou tão triste que até chorou com a história das moças, que vieram do Leste Europeu e foram obrigadas a abraçar a "vida fácil" para se sustentar. Ele acabou abrindo o bolso quando notou que as duas eram muito pobres.

No começo do ano, o político tinha reclamado que sentia vergonha de passear pela rua com seus filhos, por causa das prostitutas fazendo ponto nas esquinas. A maioria das moças que se prostituem na Itália vem do Leste Europeu e da África. Elas são entre 50 mil e 70 mil no país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos