Ataque cardíaco coletivo mata 70 novilhos no Pará

Da Redação
Em São Paulo

Pelo menos 70 novilhos morreram de parada cardíaca na cidade de Inhangapi, no interior do Pará. Os criadores não acreditaram no que viram.

Os bichos começaram a empacotar sem motivo aparente. A galera chegou a pensar que a água do rio Guamá, onde os bois iam se saciar, estivesse contaminada por uma substância tirada da raiz do timbó. Alguém chegou até a falar que se tratava da doença da vaca louca, importada da Inglaterra.

Mas os veterinários da Secretaria de Agricultura do Estado fizeram a necropsia nos bovinos e descobriram que a causa da morte foi parada cardíaca. O ataque coletivo aconteceu depois que a bicharada bebeu água, ao ser desembarcada da balsa que os conduziu de Altamira, Oeste do Pará, até Inhangapi.

O problema é que o gado estava fazia cinco dias sem comer e sem beber. Daí, quando tomou água demais, acabou tendo o piripaque.

Os bichos já estavam condenados: iam ser abatidos em um frigorífico. Um veterinário explicou que os novilhos morriam de repente: trançavam as patas, caíam gemendo e, em menos de uma hora, tinham ido desta para melhor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos