Britânicas querem emagrecer fumando maconha

Da Redação
Em São Paulo

Mulheres integrantes de uma das maiores organizações comerciais do Reino Unido se uniram aos tradicionais defensores da legalização da maconha. Mas o argumento delas é outro: a droga proporcionaria uma forma de relaxar que é livre de calorias, substituindo a comilança compulsiva.

Para elas, a descriminação da maconha é uma "causa feminina", pois oferece uma forma mais saudável de diminuir a tensão sem encher os pneuzinhos.

"A cannabis pode ser usada pelas mulheres para relaxar sem a ingestão de calorias, diferentemente do álcool e do chocolate", disseram as ativistas em uma mensagem que será enviada a suas 9 mil integrantes.

Segundo elas, as mulheres levam vidas estressantes demais. Elas fazem sozinhas o trabalho de várias pessoas, e é importante que possam relaxar e diminuir essa tensão. O grupo também pensou nos não-fumantes: "eles podem usar a cannabis em receitas para cozinhar".

Uma porta-voz da entidade informou que não tem esperanças de que o texto seja aprovado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos