Britânicos gostam mais da seleção que da rainha

Da Redação
Em São Paulo

O palácio de Buckingham está preocupado, quatro meses e meio antes das comemorações do jubileu (comemoração de 50 anos) da rainha Elizabeth 2ª. Os britânicos não estão mostrando muito entusiasmo pelas celebrações, que, se forem um fiasco, iriam botar em dúvida a importância da família real britânica. Tudo porque a festança coincide com a estréia da Inglaterra na Copa do Mundo, contra a Suécia, em Saitama.

O tradicional jornal Times foi o primeiro a dar o sinal de alarme. Fez uma pesquisa que demonstrou que as principais comunidades londrinas não planejaram nada para marcar a data.

A comparação com a celebração dos 25 anos de reinado de Elizabeth II, em 1977, é inevitável. Na época, aconteceram mais de 12 mil festas populares no país. Agora, pouca gente se importou.

Segundo o jornal, a burocracia administrativa e os altos gastos em seguros acabam desanimando o pessoal.

O instituto Opinion Leader Research também fez uma pesquisa, que demonstrou a indiferença dos britânicos. Só 5% dos pesquisados acreditam que o jubileu da rainha é um acontecimento positivo para o país. 26% acham mais importante uma vitória da equipe inglesa na Copa de 2002.

A primeira partida da seleção inglesa no Mundial do Japão e da Coréia será em 2 de junho, ou seja, em plena celebração do jubileu, prevista para entre 1 e 4 de junho.

Uma fonte do palácio disse ao jornal que há uma nervosa expectativa sobre o que vai acontecer. Um tablóide resolveu fazer uma campanha para "salvar o jubileu".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos