Ministra japonesa cai no choro

Da Redação
Em São Paulo

A ministra das Relações Exteriores do Japão, Makiko Tanaka, caiu no choro nesta sexta-feira por ter ficado magoada com as acusações de que teria mentido ao Parlamento ao responder a perguntas sobre uma recente divergência com funcionários do ministério.

Há anos uma das políticas mais populares do Japão, Tanaka entrou em rota de colisão com opositores em uma disputa pelo controle da política e da contratação de pessoal do órgão.

Tanaka disse que um importante membro do maior partido governista do país havia pressionado o ministério para deixar algumas ONGs de fora de um importante encontro.

Segundo a ministra, seu vice a informou das manobras realizadas por Muneo Suzuki, um parlamentar peso-pesado do Partido Liberal Democrata (LDP) com quem Tanaka encontra-se há tempos em atrito devido às divergências com os diplomatas.

Suzuki negou ter feito isso e chamou Tanaka de mentirosa. O vice dela, Yoshiji Nogami, acabou dando razão ao Parlamentar em uma tumultuada entrevista coletiva.

Tanaka, visivelmente nervosa e chorando, contra-atacou. "Se vocês quiserem acreditar no que disse o vice-ministro, ao invés de acreditarem na ministra, então vão em frente."

Suzuki, membro da maior facção do LDP e um oponente das reformas econômicas do primeiro-ministro Junichiro Koizumi, bate de frente com Tanaka desde que ela assumiu seu cargo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos