Abuso sexual dá US$ 116 milhões em prejuízo a igrejas irlandesas

Da Redação
Em São Paulo

Diversas congregações religiosas irlandesas pagarão 128 milhões de euros (cerca de US$ 116 milhões) de indenização às vítimas de abusos sexuais e maus tratos em suas instituições de assistência, anunciou nesta quarta-feira o governo da Irlanda.

O governo irlandês também irá indenizar as vítimas de abusos sexuais cometidos nas instituições financiadas pelo Estado administradas por ordens religiosas.

Com isso, o valor total a ser pago pode ficar entre 250 milhões e 500 milhões de euros (US$ 225 milhões e US$ 450 milhões).

O governo irlandês tem um ano para chegar a um acordo com a Igreja sobre esta compensação financeira, que faz parte de um projeto de lei que o parlamento estuda atualmente.

Em 2000, a Irlanda criou uma comissão para esclarecer as violências e abusos sexuais contra crianças recolhidas em orfanatos, centros para menores delinqüentes, hospitais e outras instituições.

Esta comissão começou a trabalhar depois que o primeiro-ministro irlandês, Bertie Ahern, pediu perdão às vítimas em nome do Estado, acusado de não cumprir seu papel de vigilância sobre estas instituições.

Mais de 3.000 pessoas se comprometeram a testemunhar perante a comissão sobre os abusos sexuais e os maus tratos sofridos quando eram crianças.

A polícia continua investigando várias instituições religiosas e diversos administradores foram presos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos