Jogos em Utah revelam leis esquisitas sobre bebida

Da Redação
Em São Paulo

Os visitantes que chegarem a Salt Lake City para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2002 vão estar sabendo de duas coisas a respeito de Utah: pode ser difícil conseguir uma bebida, mas não há problema em encontrar um homem com três esposas.

A verdade é que é muito mais fácil arrumar uma bebida do que um casamento triplo neste Estado norte-americano.

Talvez o único caso de poligamia em que os turistas estejam interessados seja a cerveja preta Polygamy, cujo lema, para o desgosto da igreja mórmon, é "por que só uma?".

Os mórmons, que não usam álcool, cigarro e café, dominam o Estado, e sua visão em relação ao consumo de bebidas mudou pouco desde que os primeiros colonizadores chegaram ao vale de Salt Lake em 1847.

Os casamentos poligâmicos foram proibidos na década de 1890, e a igreja mórmon agora excomunga membros que praticam a poligamia.

"As pessoas que estiverem aqui para os Jogos só têm de entender que estão numa terra de leis estranhas para as bebidas", avisa R. B. Edgar, dono de três bares na área central de Salt Lake City. "Devem considerar isso apenas uma aventura."

Como gim e coca-cola, religião e bebida não combinam em Salt Lake City, mas certamente não haverá visitantes morrendo de sede no próximo mês.

LEIS "BIZARRAS"

Se achar um bar não representa problema algum, entrar pode ser um pouco difícil.

Todos aqueles que entram num bar em Salt Lake City são obrigados por lei a se tornar associados, com cartões temporários de US$ 5 que têm validade de duas semanas, ou ser convidados por alguém que o seja.

Uma vez dentro, os turistas olímpicos vão se confrontar com um labirinto de leis e regulamentos que até mesmo o prefeito Rocky Anderson descreve como "bizarros".

"Há algumas esquisitices nas nossas leis sobre bebidas", sorri Anderson, que se descreve como um mórmon caduco. "Mas, uma vez que você as entenda, elas não representam nenhum problema."

"Você pode ir a um restaurante e pedir um drinque como em qualquer outro lugar do mundo livre", explica. "Há alguns lugares que são clubes privados, onde você precisa ser associado."

"Restrições como essa não têm um propósito real, mas, quando as pessoas de outros Estados ouvem falar disso, ficamos com uma reputação de sermos muito mais restritivos do que é realmente o caso."

Um homem que esteja num bar e veja uma mulher sentar-se ao seu lado e pedir para ser patrocinada não deve se alarmar ou ficar excitado. Ela só quer um drinque rápido sem a preocupação de passar pela burocracia de se tornar associada.

PATRULHA MUNICIPAL

Se você pedir um drinque misturado, ele vai conter exatamente uma dose de álcool, nada mais. O barman não está autorizado a servir drinques com mais de uma dose de bebida alcoólica.

Você pode, no entanto, pedir um "extra" e o barman vai servir outra dose da mesma bebida num copo ao lado do seu drinque. Mas ele não pode colocar a bebida no mesmo copo.

Em restaurantes, um cliente não pode ter dois drinques à sua frente ao mesmo tempo. Quando o primeiro é terminado, o copo vazio tem de ser levado antes que outro seja servido.

Todas essas regras e muitas outras são fiscalizadas por sete oficiais, cuja função é patrulhar os bares de Salt Lake City em busca de infratores. Isso inclui medir as roupas de dançarinas em clubes de striptease, para ter certeza de que elas cobrem a parte correta do corpo.

Os ativistas antiálcool de Salt Lake juraram monitorar de perto a venda de cerveja, vinho e destilados durante os Jogos, para garantir que a lei seja cumprida.

Mas a polícia deu sinais de que não levará isso muito ao pé da letra, com tantos outros aspectos da segurança para se preocupar.

Alguns países não simpatizaram com a cerveja de Utah e estão tomando providências para trazer seus próprios suprimentos.

Áustria, Alemanha, Eslováquia, Suíça e Itália vão importar sua própria cerveja, vinho e destilados, invocando privilégios diplomáticos.

Apesar de todas as regras, Salt Lake conta com um cenário vibrante de casas noturnas.

Edgar, um mórmon de quinta geração, cujos ascendentes estavam entre os primeiros a chegar a Salt Lake City, disse que espera servir mais de um milhão de doses durante os 17 dias dos Jogos, muitos deles para os 10 mil jornalistas que vão estar trabalhando no Centro de Imprensa, localizado bem em frente a seu maior bar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos