Lei inglesa faz vistas grossas para hooligans na Copa

Da Redação
Em São Paulo

Mais de 400 hooligans ingleses estão livres para assistir aos jogos da Copa do Mundo na Coréia do Sul e no Japão, informou nesta quinta-feira o noticiário de rádio da rede britânica BBC.

Isso porque a Justiça inglesa não tem obrigado os torcedores valentões a ficar afastados dos estádios. Em Wattford, por exemplo, a Justiça condenou apenas um entre 20 hooligans indiciados no último ano, segundo a reportagem.

De acordo com a lei que vale no país, os hooligans condenados por violência e vandalismo devem ser impedidos de freqüentar estádios de futebol por três anos no mínimo. A proibição vale também para jogos no exterior.

Os juízes estão relutantes em impedir os torcedores de comparecer aos jogos porque alguns interpretam que a lei é contrária aos direitos humanos.

Cerca de 900 hooligans foram condenados desde que a legislação foi implantada, logo depois de brigas feias ocorridas durante a Eurocopa 2000.

De acordo com dados da polícia, pelo menos metade deles deveria ter sido impedida de voltar aos estádios, mas não recebeu a punição.

Com isso, os hooligans que não foram obrigados a ficar longe das partidas de futebol poderão viajar à Ásia para ver a Copa do Mundo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos