Homem que estuprou e prostituiu filhas é julgado na Bélgica

Da Redação
Em São Paulo

O julgamento de um homem acusado de estuprar adolescentes e de ter prostituído a própria filha está provocando comoção na Bélgica, que ainda se lembra do estuprador de crianças Marc Dutroux.

Além do homem, identificado como Pascal T., sua mulher e o médico da família também estão sendo julgados. O operário de 37 anos e sua companheira são acusados do estupro de quatro adolescentes, incluindo as duas filhas do homem. Na época do crime, as meninas tinham 10 e 11 anos.

"Tudo começou com bebidas e drogas. Minha mulher ensinou a ela como se masturbar e foi assim que começou", disse Pascal.

O operário contou que um homem pagou US$ 150 para fazer sexo com sua mulher, mas prometeu pagar US$ 100 a mais para fazer sexo com a filha pequena.

Pascal disse que ele e sua mulher costumavam jogar strip-poker com amigos e andar peladões pela casa, além de tirar fotos sem roupas. "O que eu fiz e o que deixei acontecer foi muito incomum", disse.

O casal e o médico estão sendo julgados com outras 16 pessoas na pacata cidade de Neufchateau, que se tornou o centro das investigações sobre assassinatos e desaparecimento de crianças após a prisão de Dutroux, em 1996.

A próxima audiência do caso está marcada para 14 de fevereiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos