Presidiários encomendam frango recheado com cocaína

Da Redação
Em São Paulo

Agentes do Instituto Nacional Penitenciário (Inpe) do Peru prederam uma quadrilha quando tentava entregar 200 frangos recheados com pasta de cocaína aos detentos de um presídio da capital Lima, segundo fontes locais. Até a polícia participava do crime.

Os frangos, que estavam depenados e sem as vísceras, traziam no interior 10 quilos da droga distribuída em pequenos sacos.

Os membros do Inpe descobriram o grupo no domingo quando tentavam ingressar na penitenciária de San Pedro com um carro que tansportava a mercadoria.

De acordo com os bandidos detidos na ação, a cocaína seria deixada com um agente penal que iria distribuí-la dentro do presídio.

O Inpe está investigando se outro policiais estão envolvidos com a quadrilha, que anteriormente teria abastecido o presídio com bebidas, cigarros, telefones celulares e armas escondidas em alimentos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos