Dengue emagrece Rei Momo no Rio

Da Redação
Em São Paulo

Quase que o rei Momo do carnaval carioca perde o emprego. Depois de dez dias de cama, abatido pela dengue, Alex Oliveira, 29, perdeu cinco dos seus 140 quilos mas não perdeu a majestade.

"Como pode um mosquitinho de uma grama derrubar um homem de 140 quilos?", brincou Momo, ao retomar o trabalho.

A doença fez o símbolo do Carnaval cancelar vários compromissos que fazem parte do seu contrato com a Riotur, fato inédito nos seis anos que ocupa o cargo. Daqui para frente porém, diz ele, é só alegria.

"Vou recuperar o tempo perdido, no Carnaval e no prato".

Já a ex-princesa e Rainha do Carnaval pela primeira vez este ano, Patricia Chelida, 28 (que também foi derrubada por uma dengue tipo 3, a mais grave), não quer recuperar os três quilos perdidos com a doença.

"Quando a gente fica mais leve fica mais fácil para sambar", diz, já se preparando para retomar a folia como os seus agora 56 quilos.

Os dois, que durante o Carnaval, comparecem a todos os compromissos da Riotur e visitam escolas de samba, suspeitam que contraíram a doença em algum desses eventos, mas nem pensam em reclamar.

"Tem que manter o bom humor, afinal, esse é o meu primeiro ano e ninguém vai me derrubar, nem o mosquito", decreta a Rainha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos