EUA barram campeão olímpico que fumou maconha

Da Redação
Em São Paulo

As autoridades norte-americanas proibiram o canadense Ross Rebagilati, medalha de ouro no snowboard nos Jogos Olímpicos de Inverno de Nagano-98, de entrar nos EUA. Tudo porque ele fumou maconha no passado.

O atleta canadense queria estar em Salt Lake City, onde vão acontecer os Jogos Olímpicos de Inverno deste ano, para apoiar a equipe olímpica de seu país, mas Rebagliati, que deixou as competições em 1999, afirmou hoje que estava pensando em não ir mais para Salt Lake City para evitar uma publicidade negativa para a sua equipe.

O departamento de migração norte-americano solicitou ao atleta canadense que ele se submetesse a um exame para demonstrar que não fuma mais maconha. Sem esse exame, e como Rebagliati admitiu que continua dando uns tapinhas, ele não pode entrar no país.

Depois de ganhar a primeira medalha de ouro do snowboard em Nagano-98, já que a modalidades estreava nos Jogos Olímpicos de Inverno, Rebagliati, perdeu a medalha porque o controle de antidoping acusou presença de maconha no organismo do atleta.

Na ocasião, ele pediu a reavaliação do exame ao Tribunal de Arbitragem Desportiva, que reviu a decisão atendendo ao argumento do atleta que afirmou não fumar maconha desde abril de 97 e os traços achados em sua urina seria porque ele frequentava lugares onde haviam muitos consumidores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos