Égua dá à luz jumento raro na Austrália

Da Redação
Em São Paulo

Uma égua australiana deu à luz uma das mais ameaçadas espécies de jumento, em um caso raro de uma equina gerar uma espécie diferente da sua, anunciou nesta quarta-feira a Universidade de Monash, na Austrália.

O embrião do jumento Poitou, a espécie mais peluda e de maior tamanho que existe, foi criado por meio de inseminação artificial e colocado na égua porque sua mãe biológica teve problemas nas patas. Os veterinários desconfiavam de que ela não conseguiria dar à luz e, então, inseriram o feto na égua, já que nenhuma outra raça de jumento seria capaz de carregar o filhote do maior jumento do mundo.

"Tivemos que enganar a égua fazendo-a acreditar que aquele era seu próprio filhote", revelou Angus McKinnon, pesquisador honorário do Instituto de Reprodução e Desenvolvimento da universidade australiana.

"É impressionante. As orelhas do filhote são do mesmo tamanho de sua cabeça", disse McKinnon, descrevendo o filhote de três semanas.

De acordo com o pesquisador, esse é o segundo grupo do mundo, depois de um britânico, a criar um jumento a partir de um equino.

"Tivemos sorte", afirmou ele. "Acho que esse fato pode ser repetido, mas não necessariamente no nível dos 100 por cento."

Segundo a Universidade de Monash, existem menos de 200 Poitous registrados no mundo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos